COLETIVA – Ouça a Coletiva do Alan Patrick

Em busca do ‘limite’, A. Patrick reforça desejo por titularidade: ‘Quero minha vaga’

Ouça agora a coletiva com Alan Patrick

Bastante utilizado pelo técnico Oswaldo de Oliveira no começo desta temporada, o meia Alan Patrick reconhece que ainda não está em sua forma ideal. Um dos principais nomes dos 19 reforços trazidos para 2015, o camisa 30 demonstra muita vontade e confiança para conquistar um lugar entre os titulares do Verdão e também ganhar o apreço da torcida alviverde.

Alan Patrick
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Alan Patrick em treino na quinta-feira pós carnaval!

“Sempre procuramos evoluir no começo de temporada. Eu, particularmente, vejo que posso crescer ainda mais na parte física, que é o mais importante. Estando 100%, tenho tudo para fazer grandes jogos. Não só eu como a equipe inteira quer melhorar, jogar bem e dar alegrias ao torcedor. Tenho muito para melhorar  ainda. Mostrarei ao professor nos treinamentos que eu posso ter uma vaga dentro dos 11”, falou. “Sei que é difícil a perfeição, mas quero sempre melhorar e estar em meu limite”, emendou.

O jogador acredita que a boa relação entre os componentes do elenco palmeirense fará com que o time evolua naturalmente. “Me dou bem com todos, claro que com um ou outro você acaba tendo mais afinidade. Fora ou dentro de campo, a gente sempre procura falar do trabalho, dos jogos e ajudar o companheiro. Pelo fato de ter chegado muitos jogadores novos, nós estamos nos conhecendo e procurando nos entrosar o mais rapidamente possível”, contou, citando a possível estreia do volante Arouca neste domingo (22), às 18h30, diante do Penapolense, fora de casa.

“Ele nos ajudará muito. Isso é bom para o grupo, sabemos que não podemos nos acomodar. Isso incentiva os jogadores a se empenharem cada dia mais nos jogos e nos treinos. Temos um grupo qualificado, e todos querem uma vaga entre os 11. Todos querem jogar, e eu também quero a minha vaga. O Oswaldo sabe melhor do que ninguém o que é melhor para o Palmeiras. Ele já me conhece e sabe do meu potencial, trabalharei por uma vaga”, declarou.

Mesmo atuando como titular nos últimos jogos do Palmeiras, Alan Patrick admite que deverá “lutar” bastante para garantir um posto no meio de campo palestrino neste ano. “É difícil, tem eu, o Cleiton (Xavier), o Valdivia, o Robinho… A disputa é muito grande, mas o professor Oswaldo tem um estilo de jogar e a gente respeita. Sabemos que será um ano de muitos jogos e todos terão oportunidades. Toda ajuda é válida para crescer no ano”, disse.

O método de trabalho de Oswaldo é o diferencial para que o camisa 30 continue em busca de seu melhor dentro das quatro linhas. “O professor destaca que não há titulares e reservas, a importância do grupo é essa. No ano passado, nós vimos a força do elenco do Cruzeiro e aonde chegaram. Estamos bem focados nisso, os jogadores estão cientes que, para ser campeão, nós precisamos do grupo. Todos estão em busca de um único objetivo, e tenho certeza de que este ano será de conquistas”, afirmou o meia, que elogiou o comandante alviverde.

“Eu o acompanhava de longe, sempre admirei o trabalho dele e agora estou tendo a oportunidade de estar com ele. É um profissional excelente, que sempre cobra para a equipe melhorar. Isso tem que acontecer no futebol, ele conversa com todos, passa o que pensa, e isso é muito importante. Temos de tudo para aprender e ajudar o Palmeiras”, finalizou Alan Patrick.

Fonte: Departamento de Futebol Palmeiras

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post