Marcos Valadares, o novo técnico do Sub-20

O treinador Marcos Valadares, ex-Fluminense, será o novo comandante da categoria Sub-20 do Palmeiras. Após dois anos e meio de bons resultados e diversos jogadores revelados nas categorias de base do time carioca, o técnico acertou com o Verdão

o técnico acertou com o Verdão nesta quarta-feira (25) e dará início aos trabalhos na manhã desta quinta (26), quando será apresentado aos atletas e iniciará a preparação para a temporada 2015 na Academia de Futebol 2, em Guarulhos (SP).

Formado em Educação Física, Valadares iniciou a carreira de técnico no Santa Cruz-MG, mas também teve passagem por Ipatinga, América-MG e Cruzeiro, entre outros, antes de chegar ao Fluminense.  A filosofia do trabalho realizado no Centro de Formação de Atletas do Palmeiras segue a mesma das últimas temporadas: foco na formação dos atletas, boa integração com o Profissional e montagem de times ofensivos, com qualidade técnica, para revelar bons talentos.

“Estou muito feliz e honrado de trabalhar em um clube com a grandeza do Palmeiras, em um grande centro do futebol mundial. Estou impressionado com o tamanho do clube, a estrutura e a mentalidade dos gestores e diretores de trabalhar com a formação, que é o grande objetivo do trabalho na base. Estou muito motivado, é fundamental ser bem-recebido, as pessoas acreditando no seu trabalho e ter uma boa estrutura à disposição”, afirmou Marcos Valadares.

Após a formatação do elenco júnior, que se reapresentou das férias e iniciou os treinos físicos na última segunda-feira (23), o primeiro desafio de Marcos Valadares no Verdão será a disputa do Campeonato Paulista Sub-20, com início marcado para maio. O novo técnico elogiou o trabalho de Oswaldo de Oliveira com os jovens, e espera manter a boa média de jogadores “pratas da casa” aproveitados pelo Profissional do Verdão nos últimos dois anos.

“O Oswaldo aposta muito nos atletas da base, o que é importante e nos deixa motivados, com a certeza de que nosso trabalho dará frutos. Ele entende o processo de formação, de que um atleta quando sobe ao Profissional ainda não está pronto, demanda um cuidado especial para encerrar a formação. Isso ajuda o processo como um todo”, completou o treinador do Sub-20.

Confira a entrevista do técnico Marcos Valadares:

Qual é o sentimento de acertar com o Palmeiras e como tem sido o primeiro contato com o clube?

Estou muito feliz e honrado de trabalhar em um clube com a grandeza do Palmeiras, em um grande centro do futebol mundial. Estou impressionado com o tamanho do clube, a estrutura e a mentalidade dos gestores e diretores de trabalhar com a formação, que é o grande objetivo do trabalho nas categorias de base. Estou muito motivado, é fundamental ser bem-recebido, as pessoas acreditando no seu trabalho e uma estrutura boa para desenvolvê-lo.

Em seu último trabalho, diversos jogadores formados na base foram revelados pelo Profissional, além de apresentar times na base com características ofensivas. Como você define seu estilo como treinador e como será o trabalho implementado no Palmeiras?

A ofensividade é fundamental no futebol brasileiro. A qualidade técnica, inteligência, criatividade, são as nossas principais características e talvez tenhamos perdido um pouco disso nos últimos anos. Isso é fundamental no processo de formação e contribui para formar um jogador diferente. A forma de se jogar tem de estar voltada para essa questão: formar jogadores de capacidade técnica e tática para resolver problemas dentro no jogo, dar essa resposta que o clube espera do jogador, entendendo o futebol moderno. Nos últimos anos o trabalho foi realizado no Fluminense aliando boas formações com títulos. Vamos tentar implantar isso aqui também, dando continuidade ao trabalho que já estava sendo construído pelo Palmeiras.

A filosofia de formar bons atletas como prioridade tem dado certo na base do Palmeiras nos últimos anos. Você, que já conquistou diversos títulos pelo Fluminense, como vê a relação entre títulos e formação na base?

Você não pode trabalhar somente para ganhar os títulos. Se você montar uma equipe recuada, fechada, pode até ganhar campeonatos, mas não vai formar bons jogadores. Para isso, sua equipe precisa ter a bola, desenvolver o jogo. O ideal é manter um jogo ofensivo, em que os atletas desenvolvam melhor essas características. Consequentemente, o desempenho nas competições também será bom. Claro, não é possível ganhar todas, somente um time vai ganhar. Mas as outras equipes também precisam acrescentar alguma coisa na questão da formação. A experiência dos atletas, os confrontos, a torcida, a imprensa, são fatores que contribuíram para o processo. Quando você chega longe em uma competição, eles vão vivenciar mais situações de grande nível, que contribuem mais na formação. Mas a ideia é ir para as competições com equipes que joguem bom futebol, com qualidade técnica, que dominem o jogo. O título só tem validade se for nesse formato.

Hoje temos vários jogadores formados na base fazendo parte do elenco profissional do Palmeiras. É uma filosofia que foi mudada no clube. O Oswaldo também é um técnico acostumado a trabalhar com jovens. Qual é a importância da boa integração entre Sub-20 e Profissional?

Acompanho o Oswaldo e sei do excelente trabalho que ele desenvolve. Aposta muito nos atletas da base, o que é importante e nos deixa motivados, com a certeza de que nosso trabalho dará frutos. Ele entende o processo de formação, de que um atleta quando sobe ao Profissional ainda não está pronto, demanda um cuidado especial para encerrar a formação. Isso ajuda o processo como um todo, pois sabemos que nosso trabalho dará resultados e que está sendo abraçado pelo treinador do profissional.

O título da Copa São Paulo de Futebol Júnior é um dos grandes sonhos da torcida do Palmeiras. Está nos planos buscar um título da Copinha? Como trabalhar os jogadores para que isso não se torne uma pressão a mais?

O Palmeiras é uma equipe grande, que dá uma boa estrutura para formar bons jogadores, e assim se gabarita a ganhar competições. Mas não pode abrir mão da filosofia de jogo e do que o clube almeja na formação. Não pode colocar o título da Copa São Paulo acima do projeto de formação. Precisamos realizar um bom trabalho para que, espero eu que já no próximo ano, possamos fazer uma boa campanha e buscar o título da Copinha. Mas sem abandonar a nossa filosofia.

Agora serão dois meses de trabalho antes do início do Campeonato Paulista Sub-20. O que você espera dessa competição, são características diferentes do Campeonato Carioca?

Acompanho o formato das competições, e é diferente do Campeonato Carioca. Lá você enfrenta todas as equipes na primeira fase, então joga contra adversários mais fortes já no primeiro momento. Aqui as chaves são divididas, então só vai encontrar os times maiores mais para frente. Isso é bom porque vamos montando a equipe para chegar aos grandes confrontos confiantes e bem preparados. Sabemos o alto nível das outras equipes, o que é bom pois um campeonato competitivo contribui para a formação. Esperamos fazer uma boa participação, uma boa preparação no início da temporada, para conquistar os objetivos jogando um bom futebol.

FICHA TÉCNICA:

Marcos Valadares elogia estrutura e mantém filosofia de formação. Foto: Fabio Menotti/Ag.Palmeiras/Divulgação
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Marcos Valadares elogia estrutura e mantém filosofia de formação. Foto: Fabio Menotti/Ag.Palmeiras/Divulgação

MARCOS VALADARES
Nome completo: Marcos Gomes Valadares
Nascimento: 23/07/1977, em São Paulo (SP)
Clubes: Santa Cruz-MG, Santa Tereza-MG, América-MG, Amparense, Ipatinga, Cruzeiro (2010 a 2012), Fluminense (2012 a 2015) e Palmeiras (2015).

Fonte: Palmeiras.com.br

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post