Alex se emocionou e afirma – “Meu carinho pelo clube e torcida aumentou ainda mais!”

Comovido com despedida, Alex expõe carinho por clube e torcida: ‘Aumentou demais’

Ouça a coletiva completa aqui:

Alex Palmeiras
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Alex segurando a placa pelo gol em cima do SPFC no Rio São Paulo de 2002. O Verdão ganhou do rival por 4×2 ( fora o show do Alex )

Protagonista em diversos momentos importantes da história do Palmeiras, o ex-meia Alex será mais uma vez o centro das atenções neste sábado (28), às 21h, no Allianz Parque. A um dia de se despedir oficialmente dos gramados com o manto palestrino, o ídolo revelou o sentimento de gratidão que sente pelo clube paulista, principalmente após o reconhecimento do Alviverde com os feitos do ex-camisa 10 pelo time de Palestra Italia.

“Tantos anos depois, eu recebo mais um presente, além de poder rever os jogadores de 1999. Tive o prazer de convidar o Rivaldo e o Djalminha para este jogo tão importante. Já tinha um apreço pelo clube e pelo torcedor, e imaginava que não poderia aumentar, mas, depois deste convite, aumentou demais. Os torcedores sempre me trataram bem, e agora terei a oportunidade de reencontrá-los. Espero que eles compareçam, divirtam-se e vejam os jogadores que fizeram história com esta camisa”, declarou.

O ex-jogador admitiu que não esperava por este presente do Verdão.

“Quando veio o convite do jogo, fui pego de surpresa, uma surpresa muito positiva. Não esperava viver mais este tipo de emoção com o futebol. Cheguei em 1997 ao Palmeiras e joguei durante três anos com jogadores fantásticos. A missão era difícil, pois eu tinha de tapar um buraco deixado pelo Rivaldo e pelo Djalminha”, lembrou.

“Não é simples, é complicado. Mexe bastante comigo porque vem lembranças de quase 20 anos atrás. É um momento único, que, mesmo com emoções, procurarei desfrutar o máximo”, completou.

Perto de viver outro momento histórico com a camisa do clube verde e branco, Alex relembrou um fato que marcou a sua vida como palmeirense.

“Se tivesse oportunidade de escolher, falaria quando o Zapata chutou a bola para fora. O Palestra (Italia) virou um buraco, todo mundo tentou se jogar para o campo. Eu estava do lado da comissão técnica, cada um foi para um lado, os gandulas se bateram… Era uma felicidade absurda, comemoramos em uma casa noturna e voltei às 9 horas da manhã para casa, e ainda tinha gente comemorando na rua”, disse.

Por fim, o ídolo não descartou voltar ao Palmeiras futuramente.

“Tenho de manter fiel àquilo que penso. Como comentarista, terei a responsabilidade de manter o que eu tinha como jogador de futebol. Estou como comentarista, mas a minha intenção é trabalhar aqui dentro, seja como treinador ou como gestor. O trabalho como comentarista servirá para eu ter uma visão diferente do que eu tinha como atleta. Isso serve como aprendizado, dentro daquilo que pensava em fazer pós-carreira. Aos poucos, tirarei essa vestimenta de atleta e, quando me sentir capaz, retornarei ao vestiário para trabalhar com futebol”, finalizou Alex.

Clique aqui e confira as imagens da coletiva do ídolo Alex.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post