João Pedro não cumpre promessa, mas elogia Jesus: ‘Brilhante’

Lateral-direito havia dito, ainda na sexta-feira, que seria autor de assistência para gol do parceiro logo na estreia

João Pedro e Gabriel Jesus são dois dos jogadores mais precoces da história do Palmeiras e jogaram juntos durante pouco mais de 20 minutos neste sábado, na vitória por 1 a 0 que marcou a estreia do atacante de 17 anos como profissional. Companheiro de equipe na categoria sub-17 que a dupla integrava há poucos meses, o lateral-direito, de 18, havia feito uma promessa cheia de confiança no dia anterior ao primeiro jogo de Jesus: um passe para gol no Allianz Parque.

– Pô, ele brincou mesmo comigo. Falou: “amanhã (sábado) você vai entrar e eu vou dar um passe para você”. Na hora até surgiu uma jogada, eu olhei para ele, chamei e gritei, mas ele viu o Rafael Marques melhor colocado e tentou passar – disse Gabriel Jesus, lembrando da promessa frustrada do parceiro de categorias de base.

João Pedro, por sua vez, admite a promessa e reconhece que não conseguiu executar bem a assistência na única chance que o jogo apresentou. Antes da única finalização que deu no jogo, Gabriel Jesus mostrou bom senso de posicionamento e esperou na marca do pênalti pela bola de uma jogada construída pelo lateral-direito. João Pedro, no entanto, preferiu bater fechado e não viu o parceiro marcar o que seria o segundo gol palmeirense no Allianz Parque.

– Eu tinha falado antes que ia dar um gol para ele. Fui tentar nele, mas o jogo já estava no final e a perna não responde bem. Tentei nele, mas não deu – falou João Pedro, na saída do Allianz Parque, antes de avisar que sabe do que o parceiro Gabriel Jesus é capaz no elenco profissional do Verdão.

Companheiros de equipe na categoria sub-17, João Pedro e Gabriel Jesus estiveram em campo juntos contra o Bragantino. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Companheiros de equipe na categoria sub-17, João Pedro e Gabriel Jesus estiveram em campo juntos contra o Bragantino. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

– Jogar ele sabe, não precisa falar nada. Ele tem um futebol brilhante. É manter a calma nos jogos, manter a tranquilidade, porque ele vai ter as oportunidades para mostrar o futebol. Ele tem de manter o pé no chão mesmo com a torcida gritando o nome dele – completou o otimista, mas racional, reserva de Lucas na lateral do Verdão.

Fonte: Lancenet

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post