Lamentável

No Twitter, torcedor do Santos faz ofensa racista e Arouca ‘não dá cartaz’

Torcedor enviou mensagem ofensiva ao volante após o clássico na Vila Belmiro, mas apagou posteriormente. Ele foi denunciado ao Ministério Público por palmeirenses

Um torcedor do Santos fez ofensas racistas ao volante Arouca, do Palmeiras, após o clássico entre os dois clubes na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro. A mensagem foi enviada ao perfil do camisa 5 do Verdão no Twitter, mas depois excluída.

Ofensas Racistas Arouca
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Reprodução Twitter

 

“Chupa preto safado, fica nesse time ai de segunda”, escreveu o santista, pouco depois da vitória alvinegra por 2 a 1, no reencontro de Arouca com o ex-clube após sua conturbada saída – ele entrou na Justiça cobrando salários atrasados.

A atitude revoltou torcedores do Palmeiras, que acionaram o perfil do Ministério Público de São Paulo no Twitter e fizeram a denúncia. O jogador concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira e, apesar de ter pedido para não tocar no assunto, respondeu a algumas perguntas sobre o tema:

– Fiquei sabendo pelo meu assessor e não quero dar ibope para esse… Deixa pra lá. Até quando (vai acontecer) a gente não sabe, a gente se pergunta todo dia. Comigo é a segunda vez, mas a gente vê acontecendo no dia a dia. É lamentável. Se continuar falando, vou me desgastar muito mais. Já me desgastei da última vez e a punição foi mínima. A pessoa não foi punida. Não tem que dar muito ibope.

 

A “última vez” citada por ele foi no ano passado, quando ainda defendia o Santos. Arouca foi chamado de “macaco” após uma partida contra o Mogi Mirim, fora de casa. O Sapão foi multado em R$ 50 mil pela Justiça Desportiva, mas entrou com recurso e conseguiu reduzir o valor pela metade.

Arouca já havia se manifestado manifestou de maneira oficial sobre a ofensa racista pelo Facebook. Em seu discurso, afirmou que isso não o afeta psicologicamente e que não pretende “dar cartaz” para esse tipo de manifestação.

CONFIRA A CARTA PUBLICADA POR AROUCA APÓS O ATO RACISTA DO TORCEDOR:

“Meus pais sempre me ensinaram a tratar as pessoas com respeito e com humildade. Fico triste e decepcionado por algumas pessoas não terem isso em casa. O preconceito é um mal silencioso, que visa afetar as pessoas, que mostra sua cara de maneira covarde (quando essa cara é mostrada)… independente de qual for: raça, religião, sexo, enfim. Não é à toa que vemos, cada vez mais, casos de depressão e de insegurança entre pessoas que sofrem com isso.

Sinto muito por ter de fazer isso – exatamente na semana que se completou um ano daquele episódio em Mogi, quando eu ainda vestia a camisa que esse garoto veste em sua foto de perfil – mas estou postando aqui para mostrar a vocês a cara de quem pratica esse tipo de ato e, ao mesmo tempo, dizer que essa atitude não me afeta. Só me dá a certeza de que tive uma boa criação e educação em casa.

Suei muito e sacrifiquei muita coisa pra construir a minha carreira e o meu nome. Não vou dar cartaz pra quem quer aparecer em cima disso e dessa forma, apesar de esse sujeito já ter tido seus 15 minutos de “fama”. O melhor é não dar espaço. Por isso, deixo claro que esse será meu primeiro e único pronunciamento a respeito desse assunto”.

 

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post