Oswaldo ignora pressão e não relaciona Gabriel contra o Santos

Técnico do Palmeiras diz saber lidar com a situação de lançar jogadores, contém euforia após estreia do garoto de 17 anos e adianta que não vai usá-lo no clássico

O gol de Rafael Marques e a vitória dos reservas do Palmeiras por 1 a 0 sobre o Bragantino, no último sábado, no Allianz Parque, pelo Paulistão, ficaram em segundo plano. Todos os holofotes se voltaram para a estreia do garoto Gabriel Jesus, de 17 anos, lançado por Oswaldo de Oliveira aos 27 minutos do segundo tempo. Depois de uma atuação insinuante, com passe interessante para Victor Ramos e um chute que quase resultou em gol, o garoto foi o assunto da noite. Mas a torcida terá de esperar mais tempo para vê-lo em ação novamente.

Ovacionado antes de entrar em campo, o garoto não vai ser relacionado para o clássico contra o Santos, quarta-feira, às 22h, na Vila Belmiro, pela nona rodada do Paulistão. A confirmação é do próprio treinador do Verdão, acostumado a lidar com a pressão para usar garotos como Gabriel.

– Todos vão precisar ter calma. Só vou fazer as coisas na hora que achar correto, mesmo com toda a aclamação. Diferentemente do emocional, o jogador tem que ter o lado racional para saber administrar. Estou muito bem preparado para isso. Sei lidar. É uma situação recorrente na minha carreira. Aprendi a administrar a progressão de jogadores. Trabalhei em um clube no Catar e formávamos atletas. Se tem algo que sei fazer é observar isso – explicou Oswaldo.

Mesmo com pouco tempo, Gabriel Jesus mostrou desenvoltura em sua estreia. Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Mesmo com pouco tempo, Gabriel Jesus mostrou desenvoltura em sua estreia. Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Calejado com a pressão nessa situação, Oswaldo faz elogios a Gabriel. O garoto artilheiro nas categorias de base do Verdão ganhou mais destaque nesse ano após a boa participação na Copa São Paulo de Futebol Júnior.

– Temos uma expectativa positiva. Ele está cercado de uma euforia, com aclamação no estádio mesmo sem ainda ter produzido algo. Talvez não entenda ainda o que está acontecendo. Temos de ter o controle sobre isso. É um garoto centrado e bacana. Reage muito bem a tudo. Ele tem duas características de craque: coragem e humildade – finalizou.

Fonte: Globoesporte

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post