Cleiton Xavier recorda antigo Palestra e celebra estreia no Allianz Parque

Inscrito no Campeonato Paulista, meia foi o autor do último gol do estádio antes da reforma, em maio de 2010. Neste domingo, ele vai voltar a vestir a camisa do Verdão

Cleiton Xavier em ação durante as atividades desta semana. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Cleiton Xavier em ação durante as atividades desta semana. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

No dia 22 de maio de 2010, Cleiton Xavier entrou em campo para liderar o Palmeiras em uma importante vitória contra o Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro. Foi do meia o último gol da partida, que fechou o placar em 4 a 2 a favor dos alviverdes, que naquele que acabou sendo o último jogo oficial do antigo estádio Palestra Italia.

Quase cinco anos depois, o meia, que atuou no futebol ucraniano nas últimas quatro temporadas, volta ao Verdão vivendo a expectativa de reestrear com a camisa alviverde. No mesmo local, mas totalmente renovado e motivo de orgulho entre os torcedores.

– Foi meu último gol, e coincidiu de ser o último também do antigo Palestra Italia. Agora, no Allianz Parque, espero poder repetir. Não que seja o último, mas que eu consiga repetir uma história legal no novo estádio também – afirmou.

– Está um espetáculo. Tenho a ansiedade também de poder desfrutar um pouco do estádio, do campo. Infelizmente, não entrei no gramado, mas estive no estádio, vi toda a estrutura, está maravilhosa – completou o jogador, que já foi ver o Palmeiras no estádio.

Na última quinta-feira, Cleiton treinou normalmente na Academia de Futebol e está à disposição da comissão técnica para a partida contra o Botafogo (SP). O clube tem até a sexta-feira para fazer até quatro alterações na lista dos 28 inscritos no torneio, e Oswaldo já antecipou que o meia e Kelvin estarão presentes entre os novos convocados.

Contratado no início de fevereiro, o jogador tem treinado na Academia de Futebol desde então. Mesmo em forma e recuperado de um desconforto muscular, o jogador não esconde a alegria de poder entrar em campo no fim de semana.

– O mais importante é estrear, o que mais quero é poder jogar. Em fase de decisão, então, melhor ainda. Todo jogador quer jogar esses jogos decisivos. Espero que eu possa começar com o pé direito – afirmou o camisa 8, que disputou sua última partida em novembro, ainda pelo Metalist.

– Treinar é diferente de jogar. Só estou treinando, e jogar é totalmente diferente, ritmo, noção de espaço… Então tem que ir aos poucos. Mas estou ansioso para que chegue logo essa hora.

Pelo menos o horário da partida contra o Botafogo, no próximo domingo, não será um empecilho para Cleiton Xavier. Na Ucrânia, ele já teve a experiência de entrar em campo no período da manhã – o Verdão enfrenta a equipe de Ribeirão Preto às 11h, no Allianz Parque, em jogo único pelas quartas de final do Paulistão.

– Já joguei várias vezes 11h, 13h… Saiamos do café direto para o jogo. Para mim, não será nenhuma novidade. O café até vira um almoço. O mais importante é jogar. Para jogador, não importa a hora, pode botar a hora que for, o cara quer estar dentro de campo para fazer o melhor.

"O mais importante é estrear, o que mais quero é poder jogar. Em fase de decisão, então, melhor ainda." (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

“O mais importante é estrear, o que mais quero é poder jogar. Em fase de decisão, então, melhor ainda.” (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

Fonte: Globoesporte

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post