Palmeiras vence Santos e sai na frente na final do Paulistão

Em tarde de recorde de público no Allianz Parque, com mais de 39 mil torcedores presentes, o Palmeiras venceu o Santos pelo placar de 1 a 0, com gol de Leandro Pereira, e saiu na frente na final do Paulistão.

O atacante Leandro Pereira marcou o único gol da partida (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

O atacante Leandro Pereira marcou o único gol da partida (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Agora, o Verdão leva a vantagem para o segundo jogo, que será disputado no próximo dia 3, às 16h, na Vila Belmiro, e precisa apenas do empate para levantar a taça de campeão paulista.

Com o estádio lotado e a torcida fazendo muito barulho, o Palestra começou muito ligado no jogo, atacando pelo lado esquerdo com Dudu, e atento para cortar as tentativas no ataque do Santos. Mas a defesa adversária também estava atenta e conseguia parar as investidas do ataque do Palmeiras antes dos jogadores terem a chance de finalizar.

As defesas de ambos os times estavam bem organizadas e, por isso, nos primeiros minutos de jogo, poucas chances de gol foram criadas. Mesmo assim, a equipe alviverde fazia valer o mando de campo, quando tinha a posse de bola, e marcava a saída do time da baixada.

Logo aos 17 minutos, Arouca sentiu a coxa e teve que ser substituído pelo meia Cleiton Xavier. E foi o camisa 8 quem deu ótimo lançamento para a finalização de Leandro Pereira, uma das primeiras do jogo, que, infelizmente, acabou indo para fora.

Depois da entrada de Cleiton Xavier, o Verdão começou a criar mais chances. Primeiro com um cruzamento perigoso de Dudu, que, depois de desvio da defesa santista, quase enganou o goleiro Vladimir. Depois, aos 29, Robinho deixou o passe de Cleiton Xavier chegar em Lucas, sozinho. O lateral acertou um cruzamento perfeito para Leandro Pereira, na cara do gol, mandar para o fundo da rede e abrir o placar para o Verdão.(Palmeiras 1 x 0 Santos)

A equipe alvinegra tentou fazer pressão depois de levar o gol, mas o Palmeiras conseguiu controlar o ímpeto adversário, para alivio dos torcedores presentes no Allianz Parque, que vibravam com cada bola afastada da área.

Nos últimos 10 minutos do primeiro tempo, o domínio foi alviverde. Mas, apesar do bom momento no jogo, os palmeirenses saíram de campo bastante irritados com a arbitragem, que deixou de marcar faltas para o Verdão e ainda não deu nada em um lance em que jogadores e torcida reclamaram de pênalti.

No segundo tempo, os dois times voltaram sem técnicos, expulsos por invasão de campo no final da primeira etapa. O Palmeiras voltou mais recuado, deixando o Santos com mais posse de bola, porém fechando bem os espaços e impedindo as finalizações adversárias.

As melhores chances alviverdes nos primeiros minutos foram com dois escanteios cobrados por Zé Roberto que foram afastados pela defesa do time do litoral. Até que, aos 10, Leandro Pereira teve uma chance de contra-ataque e foi derrubado dentro da área por Paulo Ricardo. Pênalti para o Verdão e cartão vermelho para o zagueiro santista. Dudu bateu, mas muito alto. A bola explodiu no travessão.

Com um jogador a mais, o Palestra passou a controlar a posse de bola. Mas o Santos ia bem no contra-ataque e, em um lançamento de Lucas Lima para Ricardo Oliveira, o zagueiro Vitor Hugo impediu o empate com um corte certeiro.

Aos 22, Gabriel Jesus entrou no lugar de Leandro Pereira. Abusado, o camisa 33 partia para cima dos zagueiros alvinegros e apostava no drible, criando boas jogadas para o Verdão que, infelizmente, não foram finalizadas.

O Santos ainda tinha boas oportunidades de empatar em cobranças de escanteio e contra-ataques, o que deixava o resultado do jogo em aberto e impedia que os torcedores respirassem tranquilos no estádio.

Aos 35, Robinho saiu para a entrada de Kelvin, fazendo apenas a sua segunda partida com a camisa do Palmeiras. Aos 39, a torcida se animou com uma cobrança de escanteio. O zagueiro Vitor Hugo cabeceou e a bola passou muito perto da trave. Quase o segundo do Verdão!

Com os dois times aparentando cansaço em campo, a partida terminou sem maiores acontecimentos e o Palmeiras venceu o Santos no primeiro Clássico da Saudade da história do Allianz Parque, em um jogo bem disputado e equilibrado.

O Verdão volta a campo no próximo domingo (03), pelo segundo jogo da final do Paulistão, às 16h, na Vila Belmiro.

Escalação: Fernando Prass; Lucas, Victor Ramos, Vitor Hugo e Zé Roberto; Gabriel, Arouca (Cleiton Xavier) e Robinho (Kelvin); Dudu, Rafael Marques e Leandro Pereira (Gabriel Jesus)

Gols: Rafael Marques (29’ – 1º Tempo)

Cartões amarelos: Cleiton Xavier, Vitor Hugo, Gabriel e Victor Ramos

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post