AEG quer usar Seleção como vitrine para turbinar o Allianz Parque

O amistoso da seleção brasileira diante do México, marcado para o próximo dia 7 de junho, é mais um passo para que as propriedades do Allianz Parque sejam completamente vendidas.

O jogo estreia a parceria que já acontecia ao redor do mundo e terá seu primeiro capítulo no Brasil, entre a AEG e a Pitch, empresa inglesa de marketing esportivo que tem o direito de comercializar as partidas da seleção canarinha.

A ideia é usar o jogo de preparação da seleção para a Copa América para terminar a comercialização de áreas como camarotes para o mundo corporativo.

“Hoje, temos um estádio que todos sabem da infraestrutura, que vai muito além de um jogo. Temos espaços de convivência, hospitalidade e muita possibilidade de atender toda a demanda de um mundo corporativo. Já finalizamos a comercialização de propriedades como naming rights, alguns patrocinadores e agora falta essa parte”, explicou o diretor comercial da AEG, Marcello Soares.

A AEG diz estar satisfeita com a comercialização dos ingressos do jogo e acredita que o estádio terá público total para assistir ao jogo da seleção em São Paulo.

“Temos a ideia até de servir feijoada em algumas áreas. Vamos mostrar que o Allianz Parque serve para tudo. É algo muito completo e novo para a cidade. Esse aparelho vai ser ainda mais referência para a capital”, completou o diretor.

Apesar da parceria ser reforçada agora em terras brasileiras, a empresa explica que a arena alviverde não poderá ser considerada a casa da seleção em São Paulo por causa da Fifa.

“Normalmente, quando a Fifa tem mais interferência, eles gostam de usar estádios com o selo deles. Então, esse primeiro passo, já foi difícil para a gente. A tendência é que tenha rodízio aqui e em Itaquera”.

A gestora do estádio alviverde, inclusive, comemora o sucesso do time no Campeonato Paulista e afirma que a relação entre eles está ótima, apesar da arbitragem que acontece entre clube e construtora por causa das diferentes visões que ambas as partes tem sobre a comercialização de cadeiras.

Outro aspecto que Soares fez questão de ressaltar é que a parceria entre AEG e WTorre segue em alta, apesar das mudanças no quadro de funcionários.

“São coisas normais de qualquer plano. Tem pessoas que já chegam aqui com missões determinadas e sabem que irão para outros planos depois”.

Além da seleção brasileira no próximo mês, o estádio já tem agendada shows como Katy Perry, Rod Stewart e ainda vive a expectativa de confirmar a apresentação do Rolling Stones até o fim deste ano, na turnê que a banda fará pela América Latina.

Por fim, Soares afirmou que o sistema de alimentação do Allianz Parque, com restaurante panorâmico e outras lanchonetes, deve ficar completamente pronto apenas em dezembro.

AEG quer usar jogo da Seleção para terminar a comercialização de áreas como camarotes do Allianz Parque.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

AEG quer usar jogo da Seleção para terminar a comercialização de áreas como camarotes do Allianz Parque.

Fonte: UOL

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post