Aniversariante, Vitor Hugo mostra confiança: ‘Os resultados virão’

Um dia depois de completar 24 anos de idade, o zagueiro Vitor Hugo esbanjou, mais uma vez, o seu bom humor em entrevista coletiva nesta quinta-feira (21), na Academia de Futebol.

O zagueiro Vitor Hugo esbanjou, mais uma vez, o seu bom humor em entrevista coletiva. (Mídia Palmeirense)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

O zagueiro Vitor Hugo esbanjou, mais uma vez, o seu bom humor em entrevista coletiva. (Mídia Palmeirense)

Bastante feliz com o seu atual momento no Palmeiras, o camisa 31 detalhou as comemorações no dia de seu aniversário, que contou, inclusive, com seus familiares residentes do Paraná.

“Fui com o meu empresário tomar um lanche, a gente costuma fazer isso durante a semana. Mas eles marcaram com a minha mulher de me enrolar e, quando cheguei em casa, tive uma surpresa. A minha família toda veio do Paraná. Eles vieram ontem (quarta-feira) para voltar hoje mesmo. Povo que me ama, viu? (risos). Foi bom demais, gostei muito”, falou.

Dentro de campo, o palmeirense também tem motivos para sorrir. Com 21 jogos e quatro gols pelo Verdão, Vitor Hugo conquistou a confiança do técnico Oswaldo de Oliveira no início desta temporada e ganhou uma vaga entre os 11 titulares da equipe paulista – ex-jogador do América-MG, o atleta chegou ao Alviverde no começo deste ano.

“Está sendo excelente para mim, não tenho o que dizer. Um jogador que era desconhecido em nível nacional, chega e mostra serviço, fazendo gols e belas partidas. É certo que às vezes tem um desnível, mas, na maioria das vezes, consegui fazer o meu trabalho. Espero continuar desempenhando um bom papel aqui”, projetou o jogador, admitindo a diferença de trabalho entre o Verdão e os seus ex-clubes.

“O nível de jogo daqui é outro. Como é um time grande, temos de saber jogar, não pode só dar chutão. Em minha apresentação oficial, eu disse que era um zagueiro de dar chutão. Isso é bom, mas em alguns momentos tem de jogar, e o professor Oswaldo sempre cobra isso. Como o professor fala para a gente, a bola é a arma e, se dermos para o adversário, ele que irá nos matar”, disse.

Já sobre a rendimento do time palestrino no restante de 2015, o zagueiro não tem dúvidas. Mesmo com dois empates em dois duelos pelo Brasileiro, o jogador tem plena convicção na qualidade do elenco para que o Palmeiras tenha sucesso nas competições em que está disputando (Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil).

"O grupo é forte, está se formando e ficando fantástico. Todos querem o título" (Mídia Palmeirense)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

“O grupo é forte, está se formando e ficando fantástico. Todos querem o título” (Mídia Palmeirense)

“O grupo é forte, está se formando e ficando fantástico. Todos querem o título. Estes dois empates são coisas do futebol, o nosso time não deixou de brigar, é uma equipe aguerrida. Os resultados virão e tenho confiança nisso”, comentou. “Quando começou o Paulista, nós ganhamos a primeira partida e perdemos duas em seguida. Começaram a desconfiar da gente, mas depois começamos a crescer e mostramos o nosso valor. O Brasileiro é diferente, com um nível distinto, mas o nosso time irá se adaptar ao longo do campeonato”, completou o camisa 31.

O Verdão volta a campo no próximo domingo (24), às 11h, no Allianz Parque, para enfrentar o Goiás, pela terceira rodada do Brasileirão. Já na quarta-feira (27), às 22h, será a vez de encarar o ASA-AL, também em casa, mas pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post