Artilheiro isolado, Cristaldo volta com gol e afirma: ‘Estou adaptado’

Recuperado de uma inflamação no pé esquerdo, o atacante Cristaldo retornou aos gramados em grande estilo nesta terça-feira (12).

Autor de um dos gols da goleada por 5 a 1 sobre o Sampaio Corrêa, em duelo válido pela Copa do Brasil, o argentino não só balançou a rede adversária mais uma vez como também se isolou na liderança do ranking de artilheiros do Palmeiras nesta temporada, totalizando oito gols – Rafael Marques tem sete.

Ouça na íntegra a coletiva concedida pelo atacante argentino:

O argentino celebrou esta importante marca pelo Verdão, principalmente por ter ficado um bom período inativo.

“Para mim é muito legal esta fase que estou vivendo de novo. Depois de ficar mais de um mês sem fazer gols, agora já pude voltar a marcar no jogo da Copa do Brasil. Estou muito feliz porque pude deixar de lado a contusão, que era o que mais me preocupava. Hoje, graças a Deus, não estou sentindo nada”, declarou.

Cristaldo virou o jogo e fez seu segundo gol contra o Sampaio Corrêa. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Cristaldo virou o jogo e fez seu segundo gol contra o Sampaio Corrêa. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

Reforço palestrino em 2014, o camisa 9 teve pouco sucesso na temporada passada, porém rapidamente ganhou a confiança da torcida palmeirense. Já em 2015, o atacante evoluiu bastante dentro das quatro linhas, marcando oito vezes em apenas 18 partidas – no total, Cristaldo soma 37 confrontos e dez tentos pelo clube paulista.

“No ano passado, foi um pouco da adaptação. Fui o último jogador a chegar, o time já estava montado. Agora, eu estou mais adaptado ao Palmeiras e isso me ajuda bastante”, disse.

Sobre o seu retorno ao time verde e branco nesta terça, o atleta voltou a elogiar a postura do elenco do Palmeiras para o crescimento da equipe em campo. Além disso, o atacante também destacou a importância dos torcedores no embate contra o Sampaio Corrêa.

“Uma coisa que esse grupo tem é que o jogador confia muito no outro que está ao lado. É só olhar para o companheiro que você saberá as coisas que tem de fazer. No jogo de ontem (terça-feira), o clima do estádio nos ajudou bastante no segundo tempo”, comentou, detalhando a conversa com o técnico Oswaldo de Oliveira minutos antes da etapa final do duelo.

“O professor (Oswaldo) falou para ficarmos tranquilos porque a gente havia começado bem o jogo, mas, depois que tomamos o gol, ficamos impacientes e queríamos fazer as coisas muito mais rápido do que deveríamos. Ele procurou nos tranquilizar, pois assim as coisas poderiam acontecer melhor para a gente”, finalizou o argentino.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post