“Conselheiro”, Prass vira símbolo de segurança do Palmeiras na decisão

Referência para o técnico Oswaldo de Oliveira dentro de campo e herói na eliminação do Corinthians, goleiro lidera Verdão na busca pelo título paulista na Vila Belmiro.

Na semifinal, o goleiro brilhou ao defender duas cobranças de pênalti. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Na semifinal, o goleiro brilhou ao defender duas cobranças de pênalti. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

107 jogos pelo Palmeiras, 36 anos de idade e uma experiência que enche de confiança o técnico Oswaldo de Oliveira. Um dos heróis da campanha que levou o Verdão à final do Campeonato Paulista, o goleiro Fernando Prass representa a voz de Oswaldo em campo. “Conselheiro” do treinador, é um dos remanescentes do time que passou por uma grande reformulação e, neste domingo, às 16h, contra o Santos, tem a chance de conquistar um título.

No ano passado, as lesões de Prass contribuíram para derrubar o desempenho do Palmeiras, que sofreu na luta contra o rebaixamento no Brasileirão. Jaílson foi contratado, jovens revelados pelo clube foram testados, mas o goleiro seguiu como dono da meta alviverde. Inclusive neste início de temporada, quando Aranha chegou do Santos, aumentando para cinco o número de jogadores para a posição no elenco.

– O Prass é um jogador cujas referências sempre foram boas, desde o Vasco da Gama, que foi quando o conheci. Eu estava ansioso de certa forma por encontrá-lo, conhecer melhor, conversar. Temos um amigo em comum que falava muito dele. Inclusive fala que ele conhece muito de economia. Se alguém precisar de uma consulta… (risos). É desses jogadores extras – avaliou Oswaldo.

Atualmente, Zé Roberto carrega a faixa de capitão do Palmeiras, mas a liderança de Prass no elenco é evidente. A contrastante experiência do jogador em relação a atletas mais jovens, que chegaram para esta temporada, se tornou um fator facilitador para Oswaldo, que tem dentro de campo alguém para observar o jogo com uma visão mais apurada e com quem pode trocar ideias sobre a montagem da equipe.

– Ele é muito importante para o grupo, vamos sentindo isso à medida que o tempo passa. É preciso no que diz, atualizado nas coisas que fala. É uma virtude de um cara que, à medida que vai adquirindo experiência, vai passando para o grupo. É o cara que fica vendo o time todo. Ninguém tem uma visão melhor da própria equipe. Gosto de conversar com ele por causa disso, porque essa visão que ele tem é muito interessante – completou o técnico.

A segurança do goleiro de 36 anos debaixo das traves deixa os palmeirenses mais tranquilos para a partida deste domingo. Na semifinal, após empate por 2 a 2 com o Corinthians em Itaquera, o goleiro brilhou ao defender as cobranças de pênalti de Elias e Petros. Na comemoração, carregou nos ombros o meia Robinho, que havia desperdiçado a primeira penalidade a favor do Palmeiras, simbolizando a união do elenco.

O empate dá o título ao Palmeiras. Como o Verdão venceu a primeira partida da final por 1 a 0, a decisão irá para os pênaltis caso o Santos vença por qualquer placar com um gol de diferença.

Fernando Prass é um dos líderes do Palmeiras dentro de campo. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Fernando Prass é um dos líderes do Palmeiras dentro de campo. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

Fonte: Globoesporte

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post