Oswaldo chama a responsabilidade após empate e projeta clássico

Diante de mais de 17 mil torcedores, o Verdão, não conseguiu sair do zero com o time de Alagoas e aguarda o duelo de volta para decidir a vaga para as oitavas de final da competição.

O Palmeiras voltou a campo na quarta-feira (27) para enfrentar o ASA, no Allianz Parque, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O técnico Oswaldo de Oliveira, apesar do empate, mantém o discurso confiante com relação ao futuro palestrino na temporada.

Ouça na íntegra a entrevista coletiva do comandante alviverde:

O treinador compreende a irritação de alguns torcedores do Verdão. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

O treinador compreende a irritação de alguns torcedores do Verdão. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

“Nós já conseguimos reverter situações muito piores do que esta. Pelo menos tem uma coisa que não podemos discutir, em todos os jogos que não conseguimos vencer sempre tivemos o domínio do jogo. Evitamos que o adversário chegasse ao nosso gol. Criamos oportunidades, mas não estamos tendo confiança, talento e equilíbrio para fazer os gols”, declarou o comandante, que comentou sobre o rendimento alviverde diante do ASA.

“Não fizemos o gol, é o principal que estamos tentando e não conseguimos. Quando a gente joga com equipes que atuam desta maneira (defensivamente), temos de fazer por onde conseguir. Infelizmente, nós tentamos de todas as formas usando todos os jogadores que podíamos, mas não conseguimos”, falou. “Não foi surpresa (rival na defesa), eles repetiram o que outras equipes fizeram aqui. Algumas se saíram bem e outras não”, emendou.

O treinador, inclusive, compreende a irritação de alguns torcedores do Verdão com o atual momento do clube.

“A torcida do Palmeiras foi até muito paciente, continua maravilhosa. Ela esperou o finalzinho do jogo para criticar. Ela vai escolher jogador? Tem de escolher o treinador. Do jeito que a torcida está se comportando até agora, ela reconhecerá quando fizemos por merecer. Eu sou o responsável mesmo e não tem nenhum problema, eu assumo. Se tinha de vaiar alguém, eu tinha de ser o escolhido mesmo. Mas o que tenho sentido da torcida do Palmeiras é a confiança no trabalho”, afirmou o palmeirense.

Por fim, Oswaldo já projetou o clássico contra o Corinthians, que acontecerá no próximo domingo (31), às 16h, na em Itaquera, pelo Campeonato Brasileiro.

“É importantíssimo para nós, já terei jogadores em melhores condições. O Cleiton Xavier não estava preparado para jogar muito tempo hoje (quarta), e o Arouca não jogaria os 90 minutos. Além disso, conto com o retorno do Rafael Marques. Com certeza, faremos uma grande partida e reverteremos o que foi feito até agora”, finalizou.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post