Otimista com evolução, Oswaldo enaltece torcida: ‘Mantenham esta força’

Em entrevista coletiva após o jogo de domingo, onde Verdão não evitou o revés e ficou com a segunda colocação do Campeonato Paulista, Oswaldo de Oliveira analisou o saldo da equipe ao longo da competição.

Apesar da derrota, comandante alviverde mostrou otimismo após a partida de domingo. Ouça na íntegra a coletiva pós-jogo:

Oswaldo mostrou otimismo com a evolução do grupo nas competições de 2015. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Oswaldo mostrou otimismo com a evolução do grupo nas competições de 2015. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

“Estou tranquilo, centrado e com todas as coordenadas diante de tudo o que se passou durante o Paulista em relação à evolução da equipe e obstáculos que tivemos. Por ter sido mais homogêneo na competição, o Santos mereceu levar, mas, por tudo o que mostramos nos últimos jogos, principalmente nas decisões, se tivéssemos ganho, o título seria merecido também”, ponderou.

Em relação ao comportamento da equipe no duelo, o treinador explicou o que foi passado aos jogadores na hora da vantagem santista e comentou sobre as alterações necessárias da segunda etapa.

“Sabíamos que precisávamos resistir aos vinte primeiros minutos. Montamos uma estratégia para isso e o ímpeto santista só poderia ser controlado com a nossa resistência e contra-ataques. Se os gols ocorreram, foram por falhas nossas. No segundo tempo, as expulsões criaram um espaço maior em campo e soubemos aproveitamos melhor. Falei no vestiário que necessitávamos do gol para reverter a situação nos aspectos psicológicos, e conseguimos. Continuamos a pressionar, mas a expulsão do Victor Ramos nos deixou com dois a menos. Tudo o que fizemos durante os noventa minutos foi, no mínimo, esperançoso para o prosseguimento do trabalho”, ressaltou.

Questionado sobre a postura de Dudu, expulso em lance isolado com o atleta adversário Geuvânio, Oswaldo mostrou-se compreensivo e fez questão de elogiar as qualidades técnicas do atleta.

“Dudu é muito jovem. Está amadurecendo. Não vi o lance novamente, mas, pela reação dele, não provocou nada para ser expulso. O árbitro foi soberano dentro do ponto de vista dele. Vamos reerguê-lo, pois ele é jovem e muito talentoso. Tem tudo para progredir”, falou.

Fundamental na campanha do Campeonato Paulista, a torcida do Palmeiras foi lembrada pelo treinador durante a coletiva. Oswaldo não poupou palavras para destacar a importância do apoio palmeirense nas arquibancadas.

“Para a torcida do Palmeiras, não tenho recado, e, sim, agradecimento. Nunca vi uma torcida assim em nenhum dos lugares que passei. A equipe, com o retrospecto que tinha ano passado, conseguiu dobrar o numero de sócios e invadir a arena até em jogos menos expressivos. Em clássicos, fez os maiores públicos da competição. O estímulo e a participação unânimes da torcida é algo engrandecedor. Há apoio em todos os setores e, por isso, só tenho a agradecer e pedir para que mantenham esta força, pois o nosso time é virtuoso, tem espírito de competição para evoluir nas competições seguintes”, enalteceu o comandante, que já treinou os quatro grandes clubes do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Por fim, quando questionado sobre a renovação de Valdivia, o treinador minimizou o lado da negociação e destacou que fez pedido ao atleta nas partidas decisivas do Paulistão.

“Não tenho nenhuma novidade. Propus ao Valdivia esquecer um pouco destes detalhes de contrato pela necessidade de concentração nas partidas finais. Creio que teremos uma decisão nesta semana”, finalizou.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post