Experiente, Marcelo Oliveira alerta: ‘Não podemos ter comodidade’

Bicampeão brasileiro com o Cruzeiro, o técnico Marcelo Oliveira conhece bem a receita para levantar o troféu do principal torneio de futebol do Brasil.

Mesmo após duas vitórias consecutivas (contra São Paulo e Chapecoense), o treinador sabe que ainda terá muito trabalho pela frente para alcançar os objetivos traçados para a equipe do Verdão no restante desta temporada.

“É sempre muito importante vencer, gera tranquilidade e confiança, mas não podemos ter comodidade. Não podemos ficar contentes com duas vitórias, o campeonato é longo. É um exercício diário de fazer do próximo jogo um jogo decisivo, afinal campeonato de pontos corridos não tem final. O Palmeiras tem tradição, temos de acumular tudo isso para que a gente possa ter uma ascensão no campeonato e pensar em título e Libertadores lá na frente”, decretou.

O treinador vê uma boa evolução do time paulista desde que assumiu o comando do clube.

“A sequência está melhorando gradativamente com relação à produção. Já fizemos dois jogos sem levar gols e apenas um cartão amarelo. Evoluímos na parte de finalização, e o Palmeiras é o time que mais finaliza no campeonato, além de ser um dos times que menos gols tomou. Isso é bacana, nos anima e fortalece cada vez mais”, disse. “Estamos na fase de formação, mas a produção está boa”, emendou o palmeirense.

Marcelo Oliveira concedeu entrevista na Academia de Futebol. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Marcelo Oliveira concedeu entrevista na Academia de Futebol. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)

Experiente e cauteloso, Marcelo Oliveira, porém, reconhece que ainda não tem o Palmeiras ideal em suas mãos.

“O time ainda não joga do jeito ideal, mas tivemos bons jogos e boa perspectiva pela frente. Buscaremos vencer os jogos e pontuar para nos aproximarmos do grupo dos quatro melhores e arrancar de vez”, declarou o técnico, que vê com bons olhos a disputa do elenco pela titularidade do Verdão.

“Eu quero essa concorrência de jogadores de bom nível, quero que o jogador que esteja fora se prepare para jogar porque será chamado a qualquer momento. Farei sempre com muita coerência, estou observando e conhecendo melhor todos os jogadores. Fico muito contente de tirar um atleta do banco e ele corresponder de uma maneira positiva”, comentou.

E Oliveira mostrou-se atento com o desempenho individual de cada atleta alviverde.

“É importante repetir a escalação, mas os jogadores buscarão o espaço de forma natural durante os jogos. Gostaria de ter sempre dois ou três jogadores por posição concorrendo com a mesma vontade e qualidade. O técnico tenta ser coerente para colocar aquele que esteja melhor, e às vezes mudar de acordo com o adversário”, afirmou o palmeirense, já projetando o duelo com a Ponte Preta, neste domingo (05), às 18h30, na Arena Pantanal, em Cuiabá-MT.

“No Brasileiro não tem favorito absoluto. Todos os jogos serão difíceis, e cabe ao Palmeiras descomplicar o jogo e marcar bem. A Ponte Preta está bem armada, é um time que tem surpreendido, está encaixado e tem velocidade. O Palmeiras tem de se preparar bem para este jogo e iremos com intuito de ganhar o jogo”, finalizou o técnico.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post