Jackson celebra retorno ao time titular e pede atenção com Vasco no Rio

Confirmado para o duelo com o Vasco, o defensor reconhece que esta será outra chance de assumir de vez a condição de titular do Verdão.

Jackson concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol nesta quinta (23) A. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Jackson concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol nesta quinta (23)
A. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

As ausências dos zagueiros Vitor Hugo (voltando de lesão) e Leandro Almeida (suspenso após receber o terceiro cartão amarelo) darão outra oportunidade no time titular do Palmeiras a Jackson, que ainda não conseguiu emplacar uma sequência de jogos na equipe devido às suas recentes contusões.

“Pude aproveitar bem as oportunidades que eu tive, fazer bons jogos e passar confiança ao Marcelo. Ele saberá a hora certa de me colocar ou tirar”, declarou. “Claro que o ritmo de jogo é totalmente diferente do ritmo de treino, mas esta falta de ritmo não pode ser desculpa. Estou trabalhando forte para manter o mesmo nível do time titular, e também conversarei ao máximo com o Victor (Ramos), nós já jogamos juntos e acredito que não afetará em nada”, emendou.

E o camisa 26 chega aos 11 iniciais justamente quando o Verdão ocupa o segundo lugar entre as melhores defesas do Campeonato Brasileiro.

“A gente fica feliz por alcançar esta média, e tentamos manter este rendimento da zaga titular. Graças a Deus, as coisas têm dado certo”, falou. “É totalmente diferente (dos atacantes), eles vivem de fazer gols e aparecem mais. Mas a gente também vem aparecendo na mídia por ser uma das melhores defesas do campeonato. Nós estamos felizes com isso e continuaremos trabalhando forte para que isso se mantenha até o final do ano”, completou o palmeirense.

Aliado ao bom momento defensivo palestrino, Jackson crê na sequência de bons resultados do Palmeiras no Brasileiro para, enfim, alcançar o grupo dos quatro primeiros da competição.

“A gente sabe da importância de entrarmos no G-4, e estamos alcançando este objetivo. Se Deus quiser, conseguiremos isso na próxima rodada. Depois que entrarmos, temos de nos manter para brigarmos por uma vaga na Libertadores e, quem sabe mais para a frente, pelo título também”, projetou.

No entanto, mesmo confiante em um triunfo neste final de semana no duelo com o Vasco, domingo (26), às 18h30, no Rio de Janeiro-RJ, o zagueiro reconhece a força do rival carioca dentro de seus domínios.

“O Vasco vem de dois bons resultados, um pelo Brasileiro e outro pela Copa do Brasil. Eles estão buscando a reabilitação e irão jogar em casa. Eles vão se expor um pouco mais por conta disso, e nós teremos de ficar atentos a estes detalhes para vencer o jogo”, completou o atleta, que pediu atenção ao time do Verdão.

“Como a gente está em uma posição mais confortável, temos de ter os pés no chão, afinal não ganhamos nada ainda. Temos muito a melhorar e temos de tomar cuidado. Precisamos estar atentos para encaixar um contra-ataque, mas isso não quer dizer que jogaremos atrás. Nós sempre atuamos buscando o resultado e não só para se defender. Temos de estar atentos durante os 90 minutos para não sermos surpreendidos”, finalizou.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post