Palmeiras vence Santos no Allianz Parque lotado e cola no G-4

No jogo que marcou os 100 anos do Clássico da Saudade, o Palmeiras venceu o Santos por 1 a 0, com direito a recorde de público do clube no Brasileiro.

O gol do Verdão foi marcado por Leandro Pereira, ainda no primeiro tempo. Com a vitória, o time foi a 25 pontos no Brasileirão e ficou a apenas 2 do G-4.

Em uma ação especial comemorativa, as equipes entraram em campo não com crianças, mas com ídolos da história os dois clubes, que ficaram todos enfileirados com os jogadores durante hino. Pelo lado do Palmeiras, o destaque não podia deixar de ser a presença do Divino Ademir da Guia, maior jogador da história do clube.

O Santos começou um pouco melhor, mas a cada corte da defesa ou chance de ataque do Verdão, a torcida presente no Allianz Parque, completamente lotado, ia a loucura. Apesar de ficar menos tempo com a bola, os jogadores alviverdes mostravam muita vontade, empurrados pelos torcedores.

Leandro Pereira foi o autor do gol do Palmeiras. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leandro Pereira foi o autor do gol do Palmeiras. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

Mas esse cenário não durou muito tempo. Depois dos primeiro dez minutos, o time da casa equilibrou a partida e não demorou para abrir o placar. Aos 14, Robinho tocou para Leandro Pereira, que girou bonito e mandou uma bomba para o gol, sem chances para Vanderlei. (Palmeiras 1 x 0 Santos)

Mesmo tendo mais posse de bola, o time alvinegro não tinha a mesma objetividade e, com 23 minutos de bola rolando, tinha finalizado apenas uma vez. A melhor chance adversária foi ao 33, em um chute de Zeca, de fora da área.

Logo em seguida, o Verdão respondeu com dois bons cruzamentos para a área, mas a defesa santista conseguiu cortar nas duas oportunidades. O time do litoral continuava a ter o domínio da posse de bola, mas o Palmeiras era perigoso, principalmente nos contra-ataques, bolas paradas e nas jogadas pelas laterais.

No segundo tempo o cenário era o mesmo. O Santos rondava a área de Fernando Prass e o Palmeiras tinha dificuldades de sair tocando a bola, mas marcava bem. O time da capital aparecia sempre bem nas bolas paradas. Aos 12, Robinho cobrou falta na cabeça de Leandro Pereira, mas o atacante mandou a bola por cima do gol.

Aos 17, o Marcelo Oliveira fez duas substituições: colocou Gabriel Jesus no lugar de Dudu e Amaral no lugar de Arouca, que tinha cartão amarelo. Aos 23, Rafael Marques desarmou Zeca no meio-de-campo e arrancou em direção ao gol, mas acabou finalizando para fora.

Aos 27, o técnico palmeirense fez sua última substituição: o estreante Lucas Barrios entrou na vaga de Leandro Pereira. O Allianz Parque foi ao delírio, tanto o camisa 17 quanto o novo 10 do Verdão foram ovacionados pela torcida.

As susbtituições não alteraram o cenário da partida e o Palmeiras continuava com dificuldades no ataque, deixando os torcedores preocupados, mesmo com o adversário finalizando pouco. Aos 34, foi vez de Fernando Prass aparecer, com uma ótima defesa depois do chute de Gabriel, mandando a bola para escanteio.

No final, o time do litoral perdeu o gás e diminuiu o ritmo. O Verdão teve boas chances de matar o jogo em contra-ataques, mas o placar terminou com o resultado construído no primeiro tempo, 1 a 0.

O próximo compromisso do Palmeiras no Campeonato Brasileiro é contra o Vasco, em São Januário, às 18h30 do próximo domingo (26), em partida válida pela 15ª rodada.

Escalação: Fernando Prass; Lucas, Victor Ramos, Leandro Almeida e Egídio; Gabriel, Arouca (Amaral) e Robinho; Rafael Marques, Leandro Pereira (Lucas Barrios) e Dudu (Gabriel Jesus).

Cartões amarelos: Leandro Almeida, Arouca, Egídio e Rafael Marques

GOL:
Palmeiras: Leandro Pereira (14’ – 1º Tempo)

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post