Com 1º tempo arrasador, Palmeiras bate Cruzeiro e avança na Copa do Brasil

Completando 101 anos, Palmeiras deu grande presente para a torcida nesta quarta-feira (26): bateu o Cruzeiro por 3 a 1 no Mineirão e avançou para as 4ªs na Copa do Brasil

Gabriel Jesus foi o destaque da partida, com dois gols e uma assistência. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Gabriel Jesus foi o destaque da partida, com dois gols e uma assistência. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

Na primeira chegada do Verdão na partida, aos três minutos, Gabriel Jesus fez bom giro pelo meio e tocou para Egídio. De primeira, o lateral-esquerdo passou para Dudu, que arriscou de fora e fez o goleiro Fábio trabalhar.

Aos seis, foi a vez de Robinho dar ótima enfiada de bola para Zé Roberto, que cruzou perigosamente, mas o arqueiro cruzeirense desviou, salvando a equipe mineira.

Melhor na partida, o Palmeiras partiu para cima e envolveu o Cruzeiro com uma linda jogada. Dudu arrancou pela direita e tocou dentro da área para Gabriel Jesus. Inteligente e coletivo, o garoto do Verdão deu de calcanhar para Barrios, que ficou na cara do gol e bateu cruzado, abrindo o placar em Belo Horizonte. Foi o primeiro tento do paraguaio com o manto alviverde. (Cruzeiro 0 x 1 Palmeiras)

Aos 18 minutos, Amaral fez falta em Alisson e recebeu cartão amarelo pelo lance. Na cobrança, Fabrício encheu o pé e obrigou Fernando Prass a fazer grande intervenção.

Quatro minutos depois, outro susto do time mineiro: Leandro Damião foi lançado na grande área e ficou cara a cara com Prass. O atacante tentou o toque por tenta toque por cima, mas o camisa 1 novamente salvou o Palmeiras.

Para responder aos ataques celestes, o Verdão foi à frente com João Pedro, que arrancou pela direita e tentou cruzamento rasteiro para Barrios. Após bate-rebate na área, a bola sobrou no pé do paraguaio, que acabou batendo e obrigando Fábio a fazer a defesa.

Logo no lance seguinte, Gabriel Jesus foi lançado na meia-lua e sairia frente a frente com o goleiro cruzeirense, não fosse a falta cometida por Bruno Rodrigo em cima do atacante palestrino. O árbitro Anderson Daronco não teve dúvida e sacou o cartão vermelho para o defensor do Cruzeiro, deixando a equipe celeste com dez jogadores no gramado.

Na batida da falta, Egídio colocou com categoria por cima da barreira e Fábio apenas olhou, mas a bola caprichosamente explodiu no travessão.

Inspirado na partida, aos 28 minutos, o camisa 66 recebeu livre pelo lado esquerdo e cruzou com perfeição para Gabriel Jesus, que bateu firme, estufando as redes do Mineirão mais uma vez. (Cruzeiro 0 x 2 Palmeiras)

Arrasador na partida, aos 32, Gabriel Jesus recebeu enfiada de Dudu e, mesmo saindo atrás de Paulo André, conseguiu antecipar-se ao zagueiro e partir para dentro da área. Fábio tentou sair nos pés do garoto palmeirense, que deixou o arqueiro adversário no chão e rolou para dentro da meta. (Cruzeiro 0 x 3 Palmeiras)

Aos 37, Lucas Barrios recebeu na área e arriscou para grande defesa de Fábio. Na sequência do lance, o camisa 10 se enrolou com a bola e ela sobrou para Robinho, que tentou, mas o goleiro cruzeirense novamente operou um milagre à queima-roupa.

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.

Um minuto depois, após lançamento, Vinícius Araújo recebeu na grande área e bateu para boa defesa de Prass. Mas no rebote, o próprio Vinícius chutou de primeira para o fundo do gol, diminuindo a desvantagem cruzeirense. (Cruzeiro 1 x 3 Palmeiras)

Aos 44, nova oportunidade de gol para o Cruzeiro. Em falta cobrada por Alisson para dentro da pequena área, a bola passou por todo mundo e saiu rente à trave esquerda de Prass.

Para encerrar a movimentadíssima primeira etapa, aos 46, Henrique lançou para Leandro Damião, que se esticou inteiro para tentar um cabeceio, mas só conseguiu raspar na bola, que foi para a linha de fundo.

No intervalo, o técnico Marcelo Oliveira trocou Amaral, que estava amarelado na partida, por Andrei Girotto.

Com um ritmo de jogo mais lento, a primeira chance do segundo tempo só saiu aos 17 minutos. Dudu e Egídio fizeram boa troca de passes pela esquerda e o lateral cruzou para Barrios, que dominou e foi travado por Paulo André no momento da finalização.

Buscando dar novo gás à equipe, aos 21, Oliveira optou por colocar Leandro Pereira no lugar de Lucas Barrios.

Com 30 minutos, Alisson tabelou com Arrascaeta na grande área e foi derrubado por João Pedro. Pênalti para o time celeste. Na cobrança, o mesmo Alisson bateu no canto direito, tirando de Prass e marcando o segundo dos mineiros. (Cruzeiro 2 x 3 Palmeiras)

Aos 33, a última substituição do Verdão na partida: Zé Roberto saiu para a entrada de Mouche. O argentino voltou a atuar depois de ficar mais de seis meses parado, por conta de uma lesão.

Na última chance do Palmeiras, aos 43, em excelente contra-ataque, Dudu tocou para Gabriel Jesus, que cruzou perigosamente para Leandro Pereira, que perdeu ótima oportunidade, chutando por cima da meta.

Com a vitória, o alviverde assegurou vaga na próxima fase do torneio nacional. O adversário do Palmeiras nas quartas será conhecido por meio de sorteio.

O Verdão agora volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro: no domingo (30) é a vez de encarar o Joinville, às 16h, no Allianz Parque. Na próxima quarta-feira (2), o adversário será o Goiás, às 22h, no Serra Dourada.

Escalação: Fernando Prass; João Pedro, Vitor Hugo, Jackson e Egídio; Amaral (Andrei Girotto), Robinho e Zé Roberto (Mouche); Gabriel Jesus, Dudu e Lucas Barrios (Leandro Pereira).

Cartões amarelos: Amaral, Zé Roberto, João Pedro e Robinho

Gols

Cruzeiro – Vinícius Araújo (38’ – 1º tempo) e Alisson (30’ – 2º tempo)

Palmeiras – Lucas Barrios (8’ – 1º tempo) e Gabriel Jesus (27’ e 32’ – 1º tempo)

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post