Thiago Santos e a 1ª partida sem levar gols

Diego Garcia Barboza (@diegogarbar)
Redação Mídia Palmeirense

Após uma sequência de mais de 10 partidas em que a defesa alviverde sofreu gols, contra o Figueirense finalmente conseguimos passar um jogo sem que as nossas redes fossem balançadas. Desde o dia 19 de julho, contra o Santos, o Palmeiras levou gols em todos os jogos (inclusive nas duas partidas contra o Cruzeiro pela Copa do Brasil). Não é uma mera coincidência que esse desarranjo defensivo tenha acontecido após a lesão de Gabriel. Desde lá, Marcelo Oliveira testou diversas formações da equipe, com alternâncias de volantes e a contusão de Arouca, mas nada foi suficiente para suprir a ausência de Gabriel. Somam-se a isso as mudanças da dupla de zaga por inúmeras vezes, seja por contusões ou suspensões.

Thiago Santos fez grande partida contra o Figueirense no final de semana. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Thiago Santos fez grande partida contra o Figueirense no final de semana. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

Antes do jogo contra o Figueirense, o treinador já havia deixado claro que Thiago Santos vinha treinando bem e que seria aproveitado no time titular, já que nem Amaral e nem Girotto parecem ter convencido Marcelo Oliveira sobre as suas permanências na equipe. Sem surpresas na hora da escalação, Thiago Santos foi relacionado como 1º volante e teve a companhia de Robinho e Zé Roberto no meio campo, como homens de marcação e saída de bola.

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.

O volante que veio como líder de roubadas de bola da série B, para substituir Gabriel, e tinha apenas 3 jogos até o momento, teve uma grande atuação no jogo de sábado. Se passamos essa partida em branco, boa parte do mérito foi do volante que cumpriu primorosamente o seu papel e passou segurança a zaga alviverde. Ele roubou 8 bolas, antecipou jogadas, ajudou na distribuição de jogo e ainda chegou ao ataque. Mostrou velocidade, bom posicionamento, marcação encurtando os espaços, raça e qualidade para desarmar. Até o momento, a melhor atuação de um volante substituto desde a contusão do nosso 18. Com a volta de Arouca, poupado por cansaço muscular, o meio-campo defensivo tem tudo para retomar a pegada de marcação que víamos antes.

Não podemos deixar de elogiar a atuação de nossa dupla de zaga, que também teve uma postura muito boa, principalmente nas jogadas de bola parada (um pesadelo nos últimos jogos). Vitor Hugo mostrou a raça de sempre e manteve o seu bom desempenho. Não é à toa que foi comprado e é titular absoluto. E Jackson aproveitou a sua nova chance na equipe titular, fez uma grande partida e o 1º gol do time no jogo, merece continuidade como parceiro de VH. Lucas se saiu muito bem também na parte defensiva e o seu futebol parece restabelecido.

Fica claro que o desempenho da zaga, depende diretamente da proteção que é dada pelos volantes no meio de campo. Sem essa marcação apertada, fica complicado de cobrar algo de nossa última linha. Esperamos que essa solidez tenha sido realmente recuperada e que a partir de agora o time possa passar mais partidas sem tomar gols. Algo que nos complicou demais nas últimas rodadas.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post