Palmeiras encerra congresso na FAM e ganha elogios: ‘Iniciativa muito boa’

O 1º Congresso Palmeiras de Ciências do Futebol atingiu todas as expectativas e chegou ao fim na noite do último domingo (11)

Depois de três dias de intensas palestras e mesas redondas realizadas na Faculdade das Américas (FAM), que serviram para abrir uma nova Era de trocas de experiências no futebol brasileiro, público e participantes aprovaram a inovação, como foi o caso do ex-jogador Seedorf.

“É um congresso importante, uma iniciativa muito boa. Poder contribuir com um pouco da minha experiência é um prazer em um país que me deu muito. Sempre falei que a minha relação com o Brasil não acabará nunca mais. O que criamos foi muito forte, e foi um prazer participar. O Palmeiras tomou uma iniciativa que eu espero que cresça porque é muito importante trocar ideias para o futebol brasileiro e mundial. O tempo fez com que as diferenças técnicas e de preparação com o Brasil fossem diminuindo, e agora tem de fazer uma autocrítica, olhar para os outros para aprender e renovas as coisas. O Brasil tem muita coisa boa para voltar a ter um fluxo de jogadores importantes”, comentou o ex-meia da Seleção Holandesa.

Com vasta experiência no futebol do exterior e uma passagem pelo Botafogo ainda como atleta, o agora técnico Clarence Seedorf foi destaque na noite de sábado (10), discursando sobre as diferenças do esporte no Brasil e na Europa junto com os jornalistas Paulo Calçade e Ana Thaís Matos.

Cícero Souza e outros profissionais do Verdão participaram do evento. (Fabio Menotti/Ag.Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Cícero Souza e outros profissionais do Verdão participaram do evento. (Fabio Menotti/Ag.Palmeiras/Divulgação)

O primeiro dia de conversas contou com a presença, entre outros, do presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, e do coordenador científico do Verdão, Altamiro Bottino.

“A ideia (do congresso) foi do colega Thiago Santi (preparador físico do Palmeiras), e ela foi abraçada por todos nós. Tínhamos a intenção de que pudéssemos dividir a nossas inquietações com outros profissionais do Brasil e encontrar soluções que são boas para o futebol”, comentou Bottino.

Gerente de futebol palestrino, Cícero Souza discursou no sábado (10), em um dia que contou com mais de uma dezena de palestras sobre os mais variados temas.
Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.

“A discussão de futebol ainda é muito verde no Brasil e precisa ser amadurecida. Vejo que o desconhecimento de situações táticas, periodização e conceito de análise de desempenho ainda causa muito preconceito e muita resistência. E o futebol nada mais é do que o reflexo da sociedade, que prefere votar em detrimento de uma causa individual do que em uma causa coletiva. A gente ainda enxerga o treinador, o especialista para roubar a bola e o camisa 10, mas, na realidade, todos têm as mesmas responsabilidades para fazer ações ofensivas com a posse de bola e ações defensivas sem a posse de bola, além de ter um nível de preparações física, técnica e tática. Isso foi discutido aqui, e é bacana ver profissionais de referência trazendo todo o seu conhecimento”, falou o gerente.

No domingo (11), a participação dos profissionais do Palmeiras começou com o coordenador geral das categorias de base, João Paulo Sampaio, que fechou um circuito de cinco palestras referentes ao trabalho dentro e fora dos campos com os garotos que sonham em se tornar profissionais. Depois, a nutricionista Alessandra Favano fez parte de uma mesa redonda que discursou sobre a importância de uma alimentação correta e equilibrada dentro do esporte. Por fim, o médico Rubens Sampaio, o radiologista André Yamada e o fisioterapeuta Jomar Ottoni, todos do Verdão, encerraram o congresso com uma conversa sobre tratamento e reabilitação física.

“É muito legal congregar disciplinas diferentes falando de ciências do futebol, com todo mundo contribuindo dentro da sua área. A soma das partes juntas é maior do que o todo, e isso é bem legal. Espero ter contribuído para este projeto, e tomara que tenhamos novas edições futuramente”, declarou Rubens Sampaio.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post