M. Oliveira mostra confiança e destaca ‘fator casa’ para decisão

O Palmeiras iniciou nesta quarta-feira (25) a disputa pelo título da Copa do Brasil 2015. Em jogo truncado, o Alviverde sofreu revés para o Santos por 1 a 0

Apesar do placar adverso, o treinador Marcelo Oliveira não jogou a toalha e creditou confiança total à equipe na decisão do Allianz Parque na próxima semana.

“Aqui tem trabalho, união, honestidade, lealdade e, claro, bons jogadores. Mesmo com o time reserva, os últimos jogos contra Atlético Paranaense e Cruzeiro foram bons. Contra Fluminense e Internacional, pela Copa do Brasil, éramos o Palmeiras que não passaria, e passamos. Temos que acreditar sempre, senão pego meu boné e vou para casa”, comentou.

Apesar de polêmica, Marcelo se mostrou otimista com a partida de volta, no Allianz Parque. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Apesar de polêmica, Marcelo se mostrou otimista com a partida de volta, no Allianz Parque. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

Ainda sobre o fator casa, o comandante alviverde evitou comparações com as finais do Campeonato Paulista deste ano, também disputado entre as duas equipes.

“Não adianta pegar a história do Paulista e trazer para hoje. Precisamos ter cuidado e procurar marcar forte sempre, esquecer o adversário e ser tranquilo com a arbitragem. Gosto do jogo quando bem jogado e de marcação agressiva, mas esperamos que não aconteça nada de ruim com estes pontos em nossa casa. O campo conta muito para nós, e esperamos usufruir de tudo isso para buscar o título”, explicou o palestrino.

A respeito das atuações de Zé Roberto e Robinho, Marcelo elogiou os atletas e frisou as chances palmeirenses que mudariam diretamente a história do jogo.

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.

“O Zé teve dificuldades pela velocidade do Gabriel e do Lucas Lima. É um jogador importante para prender a bola, teve que marcar muito hoje. O Robinho estava com a unha machucada e ainda levou um pisão no final, e, mesmo assim, marcou a lateral e saiu para o jogo no meio campo. Chegamos pouco pela imposição adversária e tivemos chances e lances que poderiam ter mudado a história do duelo”, avaliou.

Após falta sofrida no primeiro lance de jogo e queda de mau jeito, o atacante Gabriel Jesus precisou sair de campo por conta de incômodo no ombro e deu lugar a Kelvin. Marcelo Oliveira mostrou confiança na rápida recuperação do atleta.

“Esperamos contar com o retorno do Gabriel (Jesus) após essa luxação. Vamos armar um time melhor na marcação e mais ofensivo do que o de hoje”, finalizou o treinador.

A partida decisiva ao título da Copa do Brasil será na próxima quarta-feira (2), às 22h, no Allianz Parque, que deverá contar com mais de 35 mil vozes palmeirenses nas arquibancadas. Antes do embate pelo torneio, o Alviverde enfrenta o Coritiba neste domingo (29), às 18h, em casa, no duelo válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post