M. Oliveira vê derrota ‘frustrante’ e pede reação na sequência do Brasileiro

Jogando no Allianz Parque, o Palmeiras não conseguiu superar o Vasco e perdeu por 2 a 0 para o rival neste domingo (08)

Com uma apresentação bem abaixo do normal, o técnico Marcelo Oliveira lamentou o revés dentro de casa e cobrou uma recuperação do time nas próximas rodadas do Campeonato Brasileiro – com 48 pontos conquistados, o Verdão ocupa a nona posição na tabela da competição nacional.

“Foi frustrante o que aconteceu e já vem acontecendo, nós estamos perdendo oportunidades de avançar no campeonato. Tivemos todas as possibilidades hoje, afinal a torcida veio e apoiou o tempo todo, e nós não demos a resposta. Fizemos um primeiro tempo ruim, com um agravante de que ninguém estava fazendo muita coisa, nem o Vasco e nem nós. Mais uma vez, tivemos desatenção e doamos dois gols. Foram doados porque tivemos dificuldades imensas de criar situações”, disse. “Somos uma equipe e perdemos de forma frustrante, e o torcedor tem todo direito de cobrar”, emendou.

'Perdemos de forma frustrante, o torcedor tem todo direito de cobrar', disse Marcelo Oliveira após revés contra Vasco. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

‘Perdemos de forma frustrante, o torcedor tem todo direito de cobrar’, disse Marcelo Oliveira após revés contra Vasco. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

Mesmo com uma evolução na etapa final da partida, o comandante não gostou dos 90 minutos da equipe palestrina.

“Voltamos melhor no segundo tempo, nós agredimos mais porque o Vasco também recuou. Houve uma pressão, mas sem qualidade de jogadas para chegar. Sou o técnico e o responsável por isso, e todos nós temos de buscar a reação. Fica muito mais distante a situação no Brasileiro”, declarou o treinador, que relembrou os dias que antecederam o confronto com os cariocas.

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.

“Foi uma semana que todos treinaram com comprometimento, são jogadores de caráter, nada que foge ao normal. Fizemos uma semana boa de treinamento e tentamos solucionar os problemas. Repeti várias vezes a saída de bola com o volante botando o time para jogar. Botamos uma equipe com jovens de vigor físico e jogadores experientes que pudessem dar uma sustentação boa em um jogo em casa contra um adversário desesperado pela vitória”, falou.

O Palmeiras volta a campo somente no dia 18 de novembro (quarta-feira), às 21h, para enfrentar o Atlético-PR, em Curitiba-PR, pela 35a rodada do Campeonato Brasileiro. Já o primeiro duelo com o Santos pela final da Copa do Brasil acontecerá no dia 25 de novembro, às 22h, no litoral paulista.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post