Oliveira avalia atuação na Vila e projeta duelo com Vasco no Allianz Parque

Jogando no estádio da Vila Belmiro, Palmeiras não conseguiu superar o Santos e perdeu por 2 a 1 na casa do rival, neste domingo (01), em duelo válido pelo Brasileiro

Mesmo adversário do Verdão na final da Copa do Brasil, o técnico Marcelo Oliveira, porém, sabe que o jogo deste final de semana trata-se de um confronto completamente diferente dos dois que acontecerão nos dias 25 de novembro, em Santos, e 02 de dezembro, em São Paulo.

“É um sentimento diferente. No jogo de hoje (domingo), nós precisamos nos expor bastante depois que levamos o gol, sendo que depois do segundo gol tivemos de fazer isso muito mais porque precisávamos pontuar e subir na classificação”, falou. “Se pensar no placar, foi muito ruim. Se fosse a Copa do Brasil, talvez não tivéssemos este sentimento. Não que o resultado preocupa, mas temos de cuidar para não tomarmos tanto contra-ataques do adversário”, emendou.

O técnico Marcelo Oliveira falou em entrevista coletiva após a partida contra o Santos. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

O técnico Marcelo Oliveira falou em entrevista coletiva após a partida contra o Santos. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

Mesmo com o revés, o comandante ainda vê a equipe palestrina forte na briga pela vaga no G-4 do Brasileirão.

“Era um jogo importante contra um concorrente direto, mas a gente se distanciou um pouco. Temos a possibilidade do G-5, mas, mesmo que não tivéssemos, temos de treinar e jogar para fazer a pontuação. Temos três jogos em casa e apostaremos nisso. Precisamos fazer a nossa parte bem feita. Não dá para ficar absorvendo tudo de uma derrota, a não ser tentar melhorar. Já temos um jogo contra o Vasco e temos de trabalhar para fazer o melhor e conseguir a vitória”, comentou o palmeirense.

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.

Já sobre os embates pela Copa do Brasil, o treinador pediu muito trabalho.

“No primeiro jogo da Copa do Brasil, nós temos de melhorar a saída de bola e a posse de bola, temos de ficar mais com a bola e não se expor tanto”, afirmou. “Ainda temos tempo para isso. Estudaremos naturalmente e veremos qual o Santos que jogará a final, mas conscientes de que é possível. É difícil, mas é possível se trabalharmos melhor e dermos menos oportunidades ao Santos”, completou.

O Palmeiras volta a campo no dia 08 de novembro (domingo), às 17h, para enfrentar o Vasco, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro. Já no dia 18 do mesmo mês, às 19h30, será a vez de encarar o Atlético-PR, em Curitiba-PR, também pelo Nacional.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post