Matheus Sales relembra 2015 e projeta novas conquistas

A promessa que virou realidade relembrou os seus primeiros meses de profissional e projetou a temporada de 2016

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.

As festas de final de ano na casa da família Sales foram inesquecíveis. Matheus, o filho que almejava ser jogador de futebol há muito tempo, após virar titular do Palmeiras e se tornar peça fundamental no épico título da Copa Brasil, falou sobre os presentes que vem dando à mãe agora que tem mais condições:

“Foi um ano importantíssimo para mim e sem dúvidas o melhor até aqui. Iniciei o ano jogando a Copa São Paulo e achei que ia subir logo após a competição, mas acabou não acontecendo. Fiquei chateado, tive propostas e cogitei sair do clube por empréstimo, mas fui aconselhado a esperar mais um pouco e no fim deu tudo certo”, rememorou o camisa 36, testado por conta de ausências de volantes titulares e que acabou fascinando o técnico Marcelo Oliveira e a torcida alviverde.

“Felizmente pude fazer minha estreia no profissional, no segundo semestre. Com boas atuações e com a confiança de todos no grupo acabei conseguindo uma vaga na equipe titular. Na sequência, fui campeão da Copa do Brasil, minha primeira final. Foi um momento inesquecível, resultado de um trabalho enorme ao longo dos anos, de muito sacrifício, muitos contratempos e de muita força de vontade. Um orgulho enorme não só para mim, mas para toda a minha família”, emendou.

Matheus Sales foi fundamental na conquista da Copa do Brasil 2015. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Matheus Sales foi fundamental na conquista da Copa do Brasil 2015. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)

O troféu da Copa do Brasil levou Matheus a cumprir algumas promessas que havia feito.

“Consegui comprar uma geladeira nova para a minha mãe, quero trocar o sofá que ela pediu e que prometi também. Quero poder dar uma vida melhor para meus pais e minha família, de mais conforto, e tudo está caminhando para isso. Só tenho que agradecer a Deus, minha família, toda comissão técnica e todo o grupo de jogadores, não apenas do profissional, mas também do sub-20, que sempre me davam apoio e torciam pela minha vitória”.

Sobre a temporada seguinte, o atleta almeja mais glórias no Palestra Italia e, quem sabe, uma chance com a camisa amarelinha.

“2016 será meu primeiro ano de profissional, o ciclo da base encerrou e foi de muito aprendizado e vitórias. Espero me manter no grupo para as disputas das competições neste ano e vencer novas conquistas. Sonho um dia em ser convocado para a Seleção. Quem sabe não consigo uma vaga na Seleção Olímpica. Mas tudo tem seu tempo e sempre vou trabalhar forte para crescer sempre mais profissionalmente”, finalizou.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post