Oliveira mira título da Copa Antel e quer Palmeiras aguerrido

O Palmeiras volta a campo neste sábado (23), às 23h15, para enfrentar o Nacional-URU, pela grande final da Copa Antel 2016, disputada no Uruguai.

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.

Diante dos donos da casa, o técnico Marcelo Oliveira espera por um Verdão aguerrido e com boa postura dentro das quatro linhas, assim como aconteceu na vitória por 2 a 0 diante do Libertad-PAR, na última quarta-feira (20). O comandante sabe que estes duelos fora do Brasil são importantes para a participação do clube na Copa Libertadores – o Nacional, inclusive, é o cabeça de chave do grupo do Verdão no torneio internacional.

“Os jogos são mais preparatórios mesmo, mas é sempre importante conviver com vitórias neste início de trabalho e não deixa de ser uma conquista. Embora seja um período de preparação para as competições oficiais, a gente sempre entra em campo para ganhar, e é isso que faremos”, disse. “Estes aspectos são importantes e servem como experiência, afinal será um de nossos adversários no grupo da Libertadores. É uma equipe sul-americana e, mesmo sendo amistoso, imprime um ritmo de jogo acirrado, fora a torcida adversária”, emendou.

O palmeirense, entretanto, ainda não definiu os 11 titulares da equipe para o confronto com os uruguaios.

“A base do time será a mesma, não tenho dúvidas. Eu tenho opções para fazer alguma experiência que eu possa achar que seja importante neste momento de preparação”, falou. “Estou pensando ainda, não conversei com todos os jogadores. Amanhã (sábado) tem avaliação física dos jogadores que jogaram na quarta e na quinta. Se eu trocar, serão duas mudanças, mas observarei bem”, declarou o treinador, que fez elogios aos atletas que chegaram em 2016.

Marcelo Oliveira prepara a equipe para decisão da Copa Antel diante do Nacional-URU. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Marcelo Oliveira prepara a equipe para decisão da Copa Antel diante do Nacional-URU. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)

“Quando se busca contratações e se fala em reforços, a gente sempre busca o máximo de informações. Eles vieram bem recomendados e mostraram que podem ser úteis, não só o Moisés e o Régis como o Erik também. Esperamos que, com um grupo melhor e mais homogêneo, a gente possa produzir sempre bem”, afirmou.

Um dos destaques do Verdão no ano passado, o atacante Rafael Marques será uma das novidades na partida deste final de semana.

“Ele ficará no banco, está à disposição para o jogo. Ele está disposto e se sentindo bem, e não tem histórico de lesão. Já o Jean nós temos de preparar mais, ele ficou algumas semanas parado. Prepararemos ele para a estreia do Paulista, mas, se jogará ou não, dependerá do andamento dos jogos”, contou o técnico.

Por fim, Marcelo Oliveira relembrou a sua passagem pelo Nacional, em 1983, ainda como jogador.

“Foi uma experiência muito boa e importante para mim. Eu tinha saído do Botafogo e não podia jogar o Campeonato Brasileiro ainda. Eu vim para o Nacional e joguei com jogadores importantes do Uruguai, boa parte do meu time era da Seleção Uruguaia. Fiz muitas amizades e a experiência foi válida. Morei em uma cidade muito tranquila, segura e culta também. Tanto pessoal quanto profissionalmente foi muito válido”, completou.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post