Frustrado com revés, Oliveira entende cobrança: “Somos todos responsáveis”

Depois de sair à frente no placar, com Alecsandro, o Verdão sofreu a virada e saiu derrotado por 2 a 1 neste sábado (13) diante do Linense

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.

O retorno do Palmeiras ao Allianz Parque não foi da maneira como o torcedor palestrino esperava. Insatisfeito com o resultado deste final de semana, o técnico Marcelo Oliveira pontuou os detalhes que culminaram em um revés alviverde.

“Tivemos mais a bola e volume no primeiro tempo. Erramos um gol de uma forma clara no início do jogo, ficamos no campo de ataque, mas também não criamos tanto. O pênalti era a possibilidade de modificarmos totalmente a postura do adversário. Qualquer coisa que eu falar será tido como desculpa, mas esse time que não vinha jogando até atuou bem, tentou pelos lados do campo. Mas aconteceu a falha”, comentou, ressaltando a importância que um triunfo diante do Linense teria para a equipe verde e branca.

“Eu diria que foi decepcionante e frustrante porque precisávamos ganhar, visando a liderança do grupo e até o maior número de pontos nesta fase para jogarmos em casa nos mata-matas. Além disso, uma vitória que poderia fortalecer neste momento, mas somos todos responsáveis por este momento de derrota, ainda mais eu como técnico”, declarou o comandante.

'Somos todos responsáveis por este momento de derrota, ainda mais eu como técnico', disse Marcelo Oliveira após a partida. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

‘Somos todos responsáveis por este momento de derrota, ainda mais eu como técnico’, disse Marcelo Oliveira após a partida. (Cesar Greco/Ag. almeiras/Divulgação)

Marcelo Oliveira, por sua vez, compreende a cobrança dos torcedores após o apito final neste sábado.

“Acho que foi um número bom de torcedores. Normalmente aqui tem vindo mais torcida, mas, para um jogo como este e vendo os jogos de outros estados e até aqui mesmo em São Paulo, tivemos um público bom. E a torcida mais uma vez incentivou, apoiou e cantou. Levaram o jogo até onde puderam, nós que não retribuímos este apoio. A vaia é normal, é cobrança e a torcida tem todo o direito. O torcedor está no seu papel e ajudando muito, nós que temos de melhorar”, afirmou.

O Palmeiras volta a campo na próxima terça-feira (16), às 21h45, para enfrentar o River Plate-URU, fora de casa, pela partida inaugural da Copa Libertadores. No sábado (20), às 17h, será a vez de reencontrar o Santos, no Allianz Parque, desta vez pelo Campeonato Paulista.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post