M.Oliveira vê clássico equilibrado e mantém mistério sobre escalação

A um dia de reencontrar o Santos, adversário na final da Copa do Brasil de 2015, Marcelo Oliveira ainda mantém o mistério com a escalação do Palmeiras

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.

Neste sábado (20), às 17h, agora pelo Campeonato Paulista, o comandante espera pela mesma dedicação e vontade demonstrada na decisão do torneio nacional, que culminou no título palestrino. A única mudança confirmada pelo treinador, durante a entrevista coletiva desta sexta-feira (19), foi a saída do atacante Lucas Barrios da equipe.

“Ele (Barrios) está fora do jogo, teve uma pequena distensão muscular, deve ficar um período curto fora para se recuperar”, revelou. “O que precisa ter de novidade é fazer os gols e não tomar, não ter desatenção. Fechamos o treino para criar algumas jogadas de bolas paradas e observar algumas variações que podemos usar no jogo, por isso manterei o sigilo do time”, disse o palmeirense, explicando a atividade desta manhã sem a presença dos jornalistas.

Marcelo Oliveira, por sua vez, sabe que o Verdão não terá vida fácil com o rival do litoral paulista.

“Ainda hoje fizemos, antes do treino, a palestra do adversário, e realmente mudou muito pouco. Mas continua um Santos veloz, insinuante e que toca muito a bola. Para tirar proveito, nós precisamos marcar muito forte. Embora ambas as equipes se conheçam, e a base do Palmeiras também seja a mesma, o jogador que resolve dentro de campo. Temos de ter atenção total, fazer jogadas criativas e atacar bem, mas com eficiência”, falou.

Em entrevista coletiva, Marcelo Oliveira confirmou a ausência de Lucas Barrios no clássico contra o Santos. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Em entrevista coletiva, Marcelo Oliveira confirmou a ausência de Lucas Barrios no clássico contra o Santos. (Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

O treinador, porém, vê um Alviverde em evolução para encarar os santistas.

“Será um jogo bem equilibrado, o Santos manteve o time, sempre com bons jogadores. O Palmeiras está tentando se firmar, e no último jogo (contra o River Plate-URU) já foi melhor na saída de bola, pressionando o adversário. Esperamos uma grande partida para nos encaminhar para grandes conquistas”, declarou. “O time do Santos é bom e treinado, mas é uma nova história. Agora é Paulista, não tem nada a ver com a final que passou (da Copa do Brasil) e espero que o Palmeiras saia vencedor”, emendou o palestrino, reforçando o clima favorável com o grupo verde e branco.

“O ambiente aqui é muito bom. Todos trabalham muito, nunca tive problemas com jogador, de ter de tirar e indisciplina. Mas fico grato também por este reconhecimento, é sempre bom. Temos todos os ingredientes favoráveis para fazer um grande jogo, fortalecer e iniciar uma caminhada de vitórias”, finalizou.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post