M. Oliveira vê Verdão melhor e elogia ‘espírito’ do time em empate

Jogando no Uruguai, o Palmeiras empatou em 2 a 2 com o River Plate-URU, nesta terça-feira (16), na estreia pela Copa Libertadores desta temporada

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.

Com gols de Jean e Gabriel Jesus, o Verdão esteve à frente no placar em duas oportunidades, mas não conseguiu segurar o rival e agora retorna para São Paulo com um ponto na bagagem. O técnico Marcelo Oliveira, contudo, acredita que o Alviverde poderia ter tido um resultado melhor nesta noite.

“Nós poderíamos ter jogado um pouco mais. O primeiro tempo foi um jogo muito competitivo, o Palmeiras competiu muito e sabíamos que tínhamos de ser assim. Pecamos na jogada final, tivemos mais posse de bola no segundo tempo também, atacamos mais. Jogo fora e de Libertadores… A gente precisa vencer esta equipe lá no Brasil, e poderíamos ter feito um pouco mais, girado a bola e protegido o resultado”, comentou o comandante, que, apesar das dificuldades encontradas, aprovou a postura da equipe palestrina dentro de campo.

“Jogamos contra este time em um jogo-treino e foi completamente diferente. Eles jogaram bem, e não por acaso passaram pela Universidad de Chile. Eles têm uma forma única de jogar, tanto que falei para tomar cuidado com a bola parada e esticada. Mas eu gostei do espírito e da competitividade do nosso time, e isso que precisaremos nesta Libertadores, mas com um pouco mais de envolvimento. O adversário também marcou bem, quase não saía da linha de quatro e usava a bola longa. Era um jogo que poderíamos ganhar, mas na partida de volta temos de fazer um resultado melhor”, falou.

Marcelo Oliveira acredita que o Alviverde poderia ter tido um resultado melhor nesta noite. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Marcelo Oliveira acredita que o Alviverde poderia ter tido um resultado melhor nesta noite. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)

De acordo com o treinador, o Verdão deveria, inclusive, ter aproveitado o baixo número de torcedores rivais presentes no Estádio Domingo Burgueño Miguel, em Maldonado-URU.

“Naturalmente, nós encontraremos situações piores. Torcidas muito mais presentes e numerosas, empurrando muito o time para cima da gente, tanto argentinos quanto uruguaios. Aqui, o cenário era bom, só com um campo prendendo um pouco. Mas a torcida estava completamente neutra, não tivemos problema nenhum. Poderíamos ter aproveitado melhor”, disse o palmeirense.

O Palmeiras retorna a campo no próximo sábado (20), às 17h, para encarar o Santos, no Allianz Parque, pela quinta rodada do Campeonato Paulista. Já pela competição internacional, o time paulista volta a jogar somente no dia 02 de março (quarta-feira), às 21h45, diante do Rosário Central-ARG, em São Paulo-SP.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post