Oliveira cogita estrea Jean e quer volta de Barrios contra São Bento

O Palmeiras volta a campo nesta quinta-feira (04), às 21h, diante do São Bento, no Pacaembu, para realizar a sua 2ª partida no Campeonato Paulista desta temporada

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.

Visando a boa condição física de seus comandados durante toda a competição, o técnico Marcelo Oliveira confirmou a ausência do meia e lateral-esquerdo Zé Roberto no time titular diante da equipe do interior paulista, mas, em contrapartida, ainda não definiu se o atacante Lucas Barrios retorna ao Verdão após uma inflamação na região lombar.

“Faremos um último treinamento, mas é certo de que pouparemos o Zé Roberto. Não tem contusão, mas ele está com a perna mais pesada. É normal, ele estará fora por prevenção, seja no banco ou até fora do banco. Colheremos as últimas informações, inclusive do Barrios. Se estiver bem, nós iremos colocá-lo”, disse. “O Egídio já está confirmado, e as outras mudanças dependem do treinamento. Trabalharemos e observaremos os jogadores. Todos os jogadores são importantes, querem jogar, mas às vezes causa uma lesão desnecessária porque temos jogadores para substituir”, emendou.

Contratado em 2016, o volante Jean, ex-Fluminense, pode ter a sua primeira oportunidade com a camisa alviverde na noite desta quinta.

“Ele tem a possibilidade de estrear amanhã, iremos observar o desgaste dos jogadores de meio que correram muito, tanto é que o Mateus Sales e o Arouca estavam bem desgastados”, contou. “Ele não fez um pré-temporada normal, por isso não foi utilizado nos primeiros jogos. Ele está se sentindo bem melhor, veremos nos treinamentos”, completou o treinador, reforçando a importância da união e compreensão do grupo palestrino.

Marcelo Oliveira concedeu entrevista coletiva na tarde desta quarta (03) na Academia de Futebol. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Marcelo Oliveira concedeu entrevista coletiva na tarde desta quarta (03) na Academia de Futebol. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)

“É um exercício diário (conversar com o elenco). Tivemos uma reunião no início da temporada em Itu, conscientizando todo o grupo de jogadores da importância de cada um. Formamos um grupo numeroso e de qualidade para conquistar coisas importantes. Em algum momento, um jogador que estava atuando ficará de fora da lista do Paulista, por exemplo. E eu acho um absurdo poder inscrever somente 28 jogadores, pois tira a oportunidade até de jogadores da base. E um time como o Palmeiras, que terá de usar um time alternativo em algum momento por causa da Libertadores, acaba sendo prejudicado. Todos os jogadores são importantes e precisam estar competindo para jogar”, explicou.

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.

Por fim, Marcelo Oliveira comentou sobre a vitória por 2 a 0 do River Plate-URU diante da Universidad de Chile-CHI, na última terça-feira (02) – o vencedor deste mata-mata fará parte do grupo do Palmeiras na Copa Libertadores.

“Por mais que a gente pensasse que a Universidad de Chile tivesse mais tradição, os jogos da Libertadores são muito competitivos. O fator campo pode influenciar em algum momento, está em aberto, mas vimos um jogo muito competitivo, com marcação e velocidade, assim como tem de ser no futebol”, declarou o palmeirense.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post