V.Hugo e Jesus lamentam empate, mas ressaltam ‘pegada’ da equipe

Fazendo sua primeira partida na Copa Libertadores 2016, o Palmeiras ficou no empate por 2 a 2 diante do River Plate-URU, fora de casa.

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Leve para sua casa uma parte da história do Palmeiras.

Após o confronto, Vitor Hugo e Gabriel Jesus comentaram a atuação da equipe e já projetaram os próximos duelos da competição continental.

“Deu para sentir um pouco o que é o campeonato. Nosso time pegou bem forte, mas o campo atrapalhou demais, o gramado estava prendendo. Apesar disso, deu para ter uma ideia do que é o torneio. E precisamos nos preparar porque todos os jogos vão ser tão difíceis quanto esse”, ressaltou o zagueiro, que disputou seu primeiro jogo de Libertadores na carreira.

Também estreante na Copa, Gabriel Jesus ressaltou o bom rendimento do Palmeiras, apesar do empate.

“Foi um jogo em que nós tivemos o controle. Se for ver, a posse de bola foi toda a nosso favor. Infelizmente, no final, deixamos cair e tomamos dois gols que precisam ser corrigidos. Mas a equipe está de parabéns pela estreia e dedicação de todos. Não é fácil jogar fora do país com um time tão empenhado. Deixamos escapar a vitória, mas vamos voltar para o Brasil e focar no clássico de sábado”, declarou o atacante, que foi eleito o destaque da partida pela patrocinadora do torneio.

Autor do segundo gol palmeirense na partida, Jesus ainda falou sobre entrar no decorrer da partida.

“O Marcelo (Oliveira) é um excelente treinador e uma bela pessoa. É a mesma situação do ano passado. Quando eu ganhei a vaga de titular, o Rafa (Marques) compreendeu muito bem, treinou firme. O Rafa é um ótimo jogador de grupo, assim como o Erik. Eu estou tranquilo, sou bastante focado e quero voltar a fazer bons jogos”, afirmou.

Gabriel Jesus anotou segundo gol palestrino e foi destaque da partida. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Gabriel Jesus anotou segundo gol palestrino e foi destaque da partida. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)

Gabriel ainda comentou o fato de usar a camisa 12, eternizada por Marcos, na Libertadores.

“Respeito muito o Marcos, pela pessoa que é e pela história que fez, não só com a camisa do Palmeiras, mas também pela seleção. Foi um grande jogador e profissional. Fiquei muito feliz pela camisa, mas eu tenho que honrar ela dentro de campo e, quem sabe, conquistar essa Libertadores para ele”, finalizou o atleta palestrino.

O Palmeiras volta a campo no sábado (20), às 17h, no Allianz Parque, diante do Santos, pelo Campeonato Paulista. No torneio continental, o próximo duelo é com o Rosario Central-ARG, dia 02 de março, às 21h45, também na casa palmeirense.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post