Allione celebra boas atuações e vê ‘vento a favor’ do Palmeiras

O meia Allione foi decisivo e balançou a rede adversária contra o Rosario e o Capivariano, tornando-se mais uma boa opção para o técnico Marcelo Oliveira

Os dois últimos jogos do Palmeiras tiveram um gostinho especial para o camisa 20, que ajudou o Verdão vencer o Rosario Central-ARG por 2 a 0, pela Copa Libertadores, e o Capivariano por 4 a 1, pelo Campeonato Paulista. Feliz por permanecer no clube em 2016, o atleta vai longe com os seus objetivos na equipe.

“Sempre me falaram que eu sou importante e que eu jogaria. Quero deixar a minha marca no Palmeiras, então continuarei trabalhando forte e esperarei a minha oportunidade”, declarou. “Cheguei em um momento difícil (em 2014), e depois lutamos contra o rebaixamento. Não fiz boas partidas e fiquei sem jogar. No ano seguinte, eu comecei jogando, machuquei o joelho e fiquei um tempo fora. Tivemos a mudança de treinador e tive de continuar trabalhando para ganhar uma posição no time. O ano de 2015 acabou muito bom para nós, sendo campeão da Copa do Brasil e conseguindo uma vaga na Libertadores. Neste ano, nós não começamos como a gente queria, mas agora o vento está virando a nosso favor”, emendou.

Agora vivendo um momento especial com a camisa palestrina, o argentino confia em uma volta por cima do Alviverde nesta temporada.

“A gente sempre fica mais confiante depois de vitórias, e ontem (domingo) fizemos um grande jogo, mas sabemos que precisamos continuar neste caminho, temos coisas a melhorar ainda”, expôs. “Sempre existe pressão, você tem de saber que tem pressão para ganhar os jogos quando se joga no Palmeiras. Mas lógico que, depois das vitórias, a gente fica um pouco mais relaxado para trabalharmos na semana e entrar no jogo de outra maneira”, comentou, já citando o embate desta quarta-feira (09), às 21h45, contra o Nacional-URU, no Allianz Parque, pela Libertadores.

Compre produtos do Palmeiras com R$ 50,00 de desconto!

“Todos os times são difíceis, cada um tem a sua maneira de jogar. Não sei se será difícil ou não, mas será um jogo típico de Libertadores, com muita raça e teremos de lutar muito para ganhar esta partida”, analisou. “Não sei se o Marcelo (Oliveira) me escalará, mas estou trabalhando no dia a dia para ter uma maior quantidade de minutos nos jogos. Qualquer um que entrar em campo estará preparado, todos estão treinando bem. Qualquer decisão dele será boa para o time”, disse.

Allione anotou gols diante do Capivariano e Rosario Central-ARG. (Mídia Palmeirense)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Allione anotou gols diante do Capivariano e Rosario Central-ARG. (Mídia Palmeirense)

Por fim, Allione também falou sobre a parceria com o compatriota Cristaldo, que também fez gols nos confrontos com o Rosario Central-ARG e o Capivariano.

“Todos os jogadores estão bem entrosados com os demais, não muda muito o Cristaldo ser argentino. Tivemos a oportunidade de fazer gols, mas qualquer companheiro que tivesse jogado também teria acontecido o mesmo. Todos jogaram bem e fizeram a sua parte. Eu e o Cristaldo fizemos os gols, mas é por causa do trabalho de todo o time”, completou o meia.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post