Jogadores analisam revés e cobram evolução: ‘Não pode mais acontecer’

Jogando pela 11ª rodada do Campeonato Paulista, o Palmeiras acabou superado pelo Red Bull Brasil por 2 a 1 na noite desta quinta-feira (24) no estádio do Pacaembu

Dois dos atletas mais experientes do time palmeirense, Egídio e Edu Dracena comentaram a atuação da equipe e ressaltaram a necessidade de evolução da equipe.

“No intervalo, nós nos cobramos no vestiário e, no segundo tempo, voltamos com outra postura, querendo realmente vencer o jogo. Tivemos bola na trave, fizemos um gol, assustamos o goleiro, mas infelizmente não conseguimos. É mais um resultado que vai servir de lição. Estamos em um time grande, precisamos melhorar. Tivemos poder de reação, mas não revertemos a situação. É trabalhar, para melhorar, porque isso não pode mais acontecer”, declarou o lateral-esquerdo, após o fim da partida.

O camisa 6 também falou sobre o início de trabalho do técnico Cuca, que tem buscado sua primeira vitória à frente do Verdão.

“Ele tem tentado colocar o trabalho dele no Palmeiras, jogo atrás de jogo. Agora, nós é que precisamos buscar entender mais na fala, já que o tempo para treinar é escasso. Ele tem explicado bem como quer o time e, no segundo tempo, conseguimos executar. Se entrarmos sempre assim, do primeiro ao último minuto desse jeito, difícil alguém bater a gente”, ressaltou.

Edu Dracena foi titular da equipe palestrina nesta quinta-feira (24). (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Edu Dracena foi titular da equipe palestrina nesta quinta-feira (24). (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)

Dracena também destacou a possibilidade de melhora da equipe nos próximos embates.

“Em breve, sairemos dessa fase. Todos os jogadores estão querendo isso. Temos que ter mais tranquilidade, porque sabemos que é trabalhando que vamos deixar essa situação. Não existe fase boa ou ruim que dure por muito tempo. No futebol é assim”, declarou o zagueiro.

“A equipe tem demorado para reagir, para raciocinar mais rápido em uma jogada ou outra. Há momentos em que precisamos tocar e preferimos carregar, ou quando temos que segurar e optamos pelo chute… Então, é hora de conversar e nos unir cada vez mais para essa fase passar logo. Ninguém gosta de perder, mas quem está no futebol, sabe que uma hora as coisas melhoram”, completou.

O Verdão volta a campo no domingo (27), às 16h, contra o Água Santa, no estádio Prudentão. Na próxima quinta-feira (31), é a vez de enfrentar o Rio Claro, às 20h30, no Pacaembu. Ambos os duelos são válidos pelo Estadual.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post