Nobre chama a responsabilidade e confia em reabilitação do Palmeiras

Um dia depois da derrota para o Água Santa, pelo Paulista, o presidente Paulo Nobre foi à sala de imprensa da Academia de Futebol para conversar com os jornalistas

Insatisfeito com o resultado adverso no último final de semana, o mandatário palestrino comentou sobre os recentes revezes da equipe alviverde e demonstrou muita confiança com a reabilitação do Verdão nas próximas semanas.

Confira abaixo os principais trechos da entrevista coletiva de Nobre:

Derrota seguidas

“Como presidente, eu estou muito constrangido com os resultados da Sociedade Esportiva Palmeiras, e garanto que este constrangimento é dividido por todo o grupo de jogadores e profissionais envolvidos no futebol. Temos muito respeito por todos os nossos adversários, mas é inadmissível os últimos resultados do Palmeiras”

Por que o momento ruim?

“Se voltarmos dois meses, quando estávamos na pré-temporada, eu diria que grande parte da opinião pública e imprensa colocava o Palmeiras como favorito ao Paulista e com um dos melhores elencos do Brasil. Não dá para todo mundo estar errado de uma hora para outra, e o elenco passar a ser ruim. Mas por que não está dando certo? Acho que o Cuca saberá responder isso nas próximas semanas com mais precisão do que eu. Acho que o time não está dando liga, este time foi campeão da Copa do Brasil e agora não está encaixando, mas tenho certeza de que o comando do Cuca encaixará e dará alegria à torcida palmeirense”

Coletiva com presidente

“O presidente, sob a minha ótica, é o responsável por tudo. Ele pode não bater o pênalti, mas contratou o jogador que bate. Pelo momento que o Palmeiras está passando, depois de um resultado inadmissível de ontem (domingo), é obrigação do comandante vir a público e dar satisfação à sua coletividade”

“Quando algo dá certo, os méritos são de todos porque todos participaram de alguma forma para atingir o sucesso. Quando não está dando certo, a responsabilidade é 100% do presidente porque todo mundo está seguindo o ritmo da música que ele toca. Tudo o que acontece no Palmeiras passa por mim, então tudo é de minha responsabilidade”

Grupo unido

“Não existe racha neste grupo e nem laranjas podres, senão seria muito fácil, cortaríamos dois ou três. Esta diretoria tem 100% de confiança de que as soluções estão dentro do próprio grupo. É este grupo de jogadores, que honra a camisa do Palmeiras e que sofre como todos palmeirenses, que tirará o Palmeiras desta situação”

“Nos últimos três anos e meio, aqui (Academia de Futebol) virou a minha segunda casa, senão for a primeira. Estou aqui todos os dias, muito presente ao grupo de jogadores e, por isso, falo com certeza de que não tem laranja podre e daremos a volta por cima”

Paulo Nobre foi à sala de imprensa da Academia de Futebol para conversar com os jornalistas. (Mídia Palmeirense)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Paulo Nobre foi à sala de imprensa da Academia de Futebol para conversar com os jornalistas. (Mídia Palmeirense)

Confiança no time

“Todos gozam da minha confiança, e tenho certeza de que este grupo, que há pouco mais de três meses foi campeão da Copa do Brasil, não foi desmanchado e reforçado pontualmente, tem condições de ser protagonista de todas as competições que disputará. E isso acontecerá nas mãos do Cuca, que é o comandante ideal para este atual momento”

Qualidade do elenco

“O elenco foi montado no ano de 2015, e este elenco conseguiu logo no primeiro campeonato atingir a final, que foi o Paulistão. Depois disputou o Brasileiro até a metade brigando por uma vaga na Copa Libertadores, e logo em seguida ganhou a Copa do Brasil. Este mesmo elenco não foi desmontado e ainda reforçado pontualmente para, em 2016, continuar disputando títulos. Na opinião deste presidente, o elenco é bom, tem totais condições de sair desta condição em que se meteu e ser protagonista dos campeonatos deste ano”

Sentimento dos jogadores

“O elenco fica tão constrangido quanto à torcida em um momento como este. O elenco tem total consciência de sua capacidade, e não está conseguindo ganhar de times que o Palmeiras teria quase a obrigação de ganhar. Este elenco tem brio e se preocupa, até nas entrevistas reconhecem que estão devendo. Eu, como presidente, assumo 100% da responsabilidade pela montagem do elenco e pelo Palmeiras não ter deslanchado. Tenho total confiança de que este elenco pode reverter esta situação”

Situação no Paulistão e Libertadores

“O rebaixamento seria uma coisa desastrosa e não acredito que aconteça. Está difícil a classificação nos dois campeonatos, o Palmeiras mostrou durante a sua história que é o time das façanhas impossíveis. Não duvido de nada do Palmeiras. Por mais difícil que seja a classificação nos dois campeonatos, é possível reverter esta situação”

Trabalho do Cuca

“Não dá para cobrar nada do Cuca porque ele já pegou o time em uma situação complicada, mas tanto ele quanto o elenco têm competência para reverter esta situação. Mas temos de dar tempo ao tempo para fazer a avaliação do elenco junto com o treinador”

Possíveis reforços

“Na minha gestão não existe elenco fechado. Se tiver uma boa negociação, não tem motivo para não acontecer. Se tiver um bom jogador que possa ajudar o clube e financeiramente o clube tenha condição de trazer, sempre estaremos abertos. O Cuca tem de conhecer melhor o elenco e assim trará a demanda para diretoria”

Trabalho de Alexandre Mattos

“É um excelente profissional, que foi contratado com um dos objetivos sendo que o Palmeiras voltasse a ser protagonista em todas as competições, que voltasse a disputar títulos, que tivesse condições de entrar no corpo a corpo para disputar contratações com outros clubes, que a autoestima do torcedor voltasse… E ele, no primeiro ano, já atingiu este objetivo. E o elenco campeão é o mesmo de hoje, e ainda reforçado com algumas peças”

Manifestações da torcida

“Todos sabem a minha opinião. Eu não tenho nada contrário a nenhum torcedor, seja uniformizado ou não. Mas a filosofia desta diretoria é de que a conversa com o elenco cabe aos profissionais envolvidos com o futebol, e não ao torcedor. Isso não ajuda e nunca ajudou em nada, mas também não podemos desfocar, falando que os últimos resultados aconteceram por causa destes desordeiros. A torcida é maravilhosa, quando ela torce. A torcida tem todo o direito de cobrar e vaiar, mas não tem direito de invadir a casa dos outros para cobrar o elenco. É uma coisa absurda e esta diretoria não deixará isso acontecer novamente”

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post