Robinho vê grupo com motivação maior para ‘resposta rápida’ com Cuca

Um dos principais nomes do meio de campo do Palmeiras, Robinho deu as boas-vindas ao técnico Cuca, que foi apresentado oficialmente na última segunda-feira (14), na Academia de Futebol

O camisa 27, que chegou a trabalhar rapidamente com o comandante no Santos, espera por um ânimo extra na equipe palestrina após a chegada do profissional, inclusive com oportunidades aos companheiros que não vinham atuando.

“A expectativa é a melhor possível, é um trabalho novo e com um olhar totalmente diferente. Esperamos assimilar o mais rapidamente possível o que ele nos passará nesses três dias e conseguir a vitória contra o Nacional (pela Libertadores)”, disse. “Quem não jogava agora tem chance de jogar, e quem era titular absoluto pode ficar no banco. Muda tudo, a expectativa é nova e todo mundo tentará dar o seu melhor, assim como aconteceu no ano passado quando o Oswaldo (de Oliveira) saiu e o Marcelo (Oliveira) chegou, e nós engatamos algumas vitórias seguidas. Pode ser uma motivação maior”, completou.

O estilo de trabalho do treinador traz boas perspectivas ao jogador.

“Foi muito rápido (o contato com Cuca no Santos), eu joguei apenas dois jogos. Ele me colocou para jogar e depois eu me machuquei, então não tenho muitas lembranças. A última lembrança que eu tenho é dele no Atlético-MG, que era um time que jogava para a frente. Fico feliz porque gosto de jogar para a frente, isso é importante e espero que ele venha com este pensamento aqui também”, comentou o palestrino, lembrando da qualidade do elenco alviverde.

“Temos um monte de atacantes, então se ele quiser usar não faltará opções. Temos jogadores que jogam do meio para a frente e também podem jogar de volante. Quando ele quiser muitos atacantes, ele poderá colocar porque tem muitas opções”, lembrou. “Não deu tempo para conversar, mas a expectativa é grande. Ele é o último brasileiro a ganhar a Libertadores, e o grupo conta muito com ele e confia nele. Temos certeza de que a resposta será muito rápida”, emendou.

O meia Robinho concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira (15). (Mídia Palmeirense)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

O meia Robinho concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira (15). (Mídia Palmeirense)

E, para ver um Verdão renovado com Cuca, o meia reforça a importância de estar com a autoestima elevada nos próximos confrontos do clube.

“Nós estávamos sem confiança em campo, temos de deixar para lá e pegar a confiança do clássico (contra o São Paulo), do primeiro tempo contra o Rosario Central… Temos de tirar isso e sugar tudo o que o Cuca tem para nos passar nesses três dias e poder melhorar”, afirmou Robinho, que já pensa na partida contra o Nacional-URU, nesta quinta-feira (17), às 21h45, no Uruguai, pela Copa Libertadores.

“Teremos a dificuldade do adversário, da torcida e da arbitragem, pois falar em espanhol é complicado para a nossa equipe. Dos seis pontos que disputaremos fora (contra Nacional e Rosario Central), temos de conquistar três no mínimo, e depois vencer em casa contra o River Plate. Seria muito bom se conseguíssemos vencer as duas fora, ou uma vitória e um empate, mas precisamos no mínimo de uma vitória”, finalizou.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post