Cuca explica trocas e projeta preparação especial para Brasileiro

Após eliminações na Libertadores e no Paulista, o Palmeiras iniciou um processo de reformulação no elenco para a disputa do Brasileirão e da Copa do Brasil

O lateral-direito Fabiano e o meia Fabrício deixaram o Cruzeiro e foram confirmados pelo Verdão na última terça-feira (26), sendo que, em troca, Lucas e Robinho acertaram a ida para o time mineiro. Em entrevista coletiva nesta quarta (27), o técnico Cuca explicou as modificações no grupo palestrino – Fellype Gabriel (com contrato rescindido) e Nathan (emprestado para o Criciúma) também não fazem mais parte da equipe alviverde.

“O Campeonato Paulista e a Copa Libertadores acabaram para a gente, infelizmente. E nós, dentro deste quadro, precisamos fazer um remanejamento de algumas partes da equipe, um equilíbrio no elenco em cima das características dos jogadores. Não tenho dúvidas de que o Lucas e o Robinho servirão bem ao Cruzeiro porque são bons jogadores, e também não tenho dúvidas de que o Fabrício e o Fabiano servirão bem o Palmeiras”, declarou o comandante, admitindo a necessidade de novas contratações.

Cuca se mostrou confiante na busca pelo título nacional. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Cuca se mostrou confiante na busca pelo título nacional. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)

“Temos de reforçar dentro do que a gente tem trabalhado. A gente projeta o segundo semestre com o desejo de buscar o Brasileiro, temos de fortalecer também e iremos em busca disso com tranquilidade. O nosso elenco é bom, mas pode melhorar”, afirmou. “O treinador tem de criar um grupo à tua imagem, eu sei o que eu estou fazendo. Quando você faz trocas, não contentará a todos, sempre haverá críticas. Não me incomodo com isso, mas com o resultado final. Nós temos 38 jogadores, e não tem como trabalhar com 38 em duas frentes que a gente tem, a Copa do Brasil e o Brasileiro”, emendou.

E o treinador sabe que o apoio da diretoria do Palmeiras é muito importante para este atual momento do clube.

“Penso no meu momento, desde o dia em que eu cheguei aqui. Gosto de fazer montagens, e modéstia à parte eu sei fazer montagens. Não lembro de um time em que eu passei e fiz uma má montagem. Tenho o apoio do presidente e do Alexandre (Mattos), e sei que esta montagem traz desconforto. É normal do futebol, temos de encarar esta estrada senão você não sai do lugar. E o que responderá é o resultado final”, falou Cuca.

Com o objetivo de conquistar a taça do Brasileirão desta temporada, o técnico já projeta uma preparação especial nos próximos dias.

“Eu preferiria estar na final, mas perdemos, fazer o que. Eu preferiria estar na Libertadores, mas não aconteceu e temos de entender que as coisas não foram como queríamos. Temos um segundo semestre para fazer um ano bom, e as próximas semanas serão importantes para arrancarmos bem. Alguns times não terão isso, e temos de aproveitar”, disse. “Temos duas semanas e meia, a começar por hoje (quarta) com as avaliações. Depois começaremos a parte técnica e daremos uma saída de São Paulo para trabalhar a parte tática e iniciar o Brasileiro contra o Atlético-PR em uma condição bem boa”, finalizou – a estreia do Verdão no Nacional diante dos paranaenses será no dia 14 de maio (sábado), às 16h.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post