Recuperado antes do previsto, Moisés quer recomeço: ‘Ansiedade é grande’

Por conta de uma grave lesão logo no início da temporada, o meia Moisés ainda não conseguiu se apresentar como queria à torcida do Verdão

Contratado em dezembro de 2015, o jogador de 28 anos chegou ao Palmeiras para ser uma peça importante no meio de campo da equipe. Pouco mais de dois meses após a lesão (e bem antes do que estava previsto), o palestrino já se vê preparado para vestir a camisa alviverde novamente, e agora como planejava desde a sua chegada ao clube.

“Confesso que não foi fácil. Me machuquei logo em minha estreia oficial, no sábado, sendo que na terça-feira já seria a estreia na Libertadores. Foi um baque grande, você tem de se apegar a Deus e à família. A primeira semana foi doída, e eu acabei descontando na comida. Era um jeito de me distrair um pouco, mas logo em seguida você começa a pensar para a frente. Faz parte da profissão, e aí comecei um trabalho psicológico. Queria voltar o quanto antes, e em dois meses e 20 dias já estou preparado para voltar, sendo que a previsão era de quatro meses”, contou o camisa 28, que rasgou elogios aos profissionais do Departamento Médico palmeirense.

“Deus me abençoou muito, claro que tenho de agradecer também ao Departamento Médico do Palmeiras, que me deu suporte e teve um cuidado tremendo em minha recuperação. Tenho de agradecer muito ao Palmeiras. Fizemos um trabalho excelente com o Jomar, o Rosan (ambos fisioterapeutas) e todo o pessoal. Eles me deram uma atenção muito grande, e tenho de agradecer os atletas também, que me desejaram sorte e disseram que eu ajudaria o grupo quando voltasse. Eu uni forças para me dedicar ao máximo e voltar o quanto antes”, falou.

E o período afastado das quatro linhas não foi fácil para o atleta.

“Parece que fiquei quase um ano parado, a ansiedade é grande. A gente treina em dois períodos todos os dias, não tem folga. Às vezes as pessoas acham que quem se machucou não fará nada. Voltarei normalmente e me dedicarei ao máximo, assim como fiz nos primeiros jogos”, declarou. “Brinquei com a minha esposa que eu farei a minha terceira estreia pelo Palmeiras. Foi uma no Uruguai (amistoso), outra oficial contra o Linense (pelo Paulistão) e agora mais uma. Considero um recomeço, e espero recomeçar da melhor forma possível, sem lesões, com vitórias e grande apresentações”, emendou.

Indicado por Marcelo Oliveira, mas agora podendo ser utilizado por Cuca, Moisés admite o nervosismo para retornar aos gramados.

“Fica um pouco de ansiedade, saber se serei utilizado ou não. Antes de me machucar, fiz muito bem o meu papel, estava muito bem no dia a dia. Me sentia confiante pelo que eu tinha demonstrado, e eu confio muito em meu trabalho. Espero voltar com tudo e me firmar com esta camisa maravilhosa”, afirmou, projetando, porém, a grande disputa para se firmar entre os 11 titulares do comandante.

O meia Moisés concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol na manhã desta segunda-feira (09). (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

O meia Moisés concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol na manhã desta segunda-feira (09). (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

“Terá uma concorrência muito grande no grupo, já tem desde o começo do ano. Agora, com este mês de treinamento, o Cuca está implantando o pensamento dele. Quem estiver em campo é porque fez um grande dia a dia e poderá demonstrar nos jogos o quão grande é a qualidade do Palmeiras”, disse. “Brigarei entre volante e meia, gosto de jogar como um volante que sai mais ou um meia mais à frente, mas depende de como o Cuca quer me utilizar. O que eu posso dizer é que estou muito preparado e me prepararei ainda mais para dar o meu melhor e atingir o nível do Palmeiras”, finalizou.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post