Cuca elogia raça e postura alviverde no Derby: ‘Vestiram camisa de 93’

Invicto na arena com 5 vitorias em 5 jogos (13 gols marcados e nenhum sofrido), o técnico Cuca não escondeu a sua satisfação por superar o Corinthians neste final de semana

O dia 12 de junho não é somente o Dia dos Namorados para os torcedores do Palmeiras. É também a data que, em 1993, registrou o fim do jejum de 16 anos sem títulos do Verdão, quando o time palestrino derrotou o rival Corinthians na decisão do Campeonato Paulista daquela temporada. Exatamente 23 anos depois, e novamente contra o adversário alvinegro, desta vez pelo Brasileirão, a equipe alviverde fez bonito e saiu vencedora do Allianz Parque, com o placar de 1 a 0.

“Batemos na tecla de que o Palmeiras está fazendo aniversário do título de 93, e mostramos a intensidade que o time teve naquele segundo jogo contra o Corinthians, aquele raça. Colocamos os lances daquele jogo na preleção para entenderem o que é o Palmeiras, e acho que vestiram a camisa de 93. Deram essa alegria para milhões de palmeirenses, que estavam precisando de um jogo consistente em um clássico como foi o de hoje”, disse.

Veja o gol de Cleiton Xavier para o Verdão e os melhores momentos da vitória no Derby

O comandante, por sua vez, elogiou o 100% de aproveitamento do clube dentro de seus domínios pelo Nacional.

“Nos dá a certeza de que temos uma força grande em casa, e a torcida ajuda muito neste aspecto. A gente vem evoluindo como equipe, em alguns momentos dos jogos a gente tem tido dificuldade e mudado isso durante o jogo. Hoje, nós começamos bem e perdemos o controle em determinado momento. Veio o segundo tempo, começamos muito bem, perdemos as rédeas de novo e depois voltamos ao normal, fazendo um jogo com muito equilíbrio”, declarou Cuca, que crê no sucesso do Verdão no fim de 2016.

Cuca venceu seu segundo dérbi à frente no comando do Palmeiras. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Cuca venceu seu segundo dérbi à frente no comando do Palmeiras. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)

“A cada jogo que nós vencemos, a gente se credencia a objetivos maiores. Quero passar a confiança de buscar a Libertadores, e podemos ser o número um, dois ou três. Não é presunção pensar em ir para a Libertadores, e, se Deus quiser, como número um. Tentaremos de tudo. Se lá na frente a gente ver que não deu, nós parabenizaremos o campeão. Mas jogos assim, e como foi contra o Grêmio também, mostram que estamos no caminho certo. O time tem criado muitas chances de gols e sido humildade, que ganha uma e mantém os pés no chão”, falou.

O Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira (15), às 21h45, para enfrentar o Coritiba, fora de casa, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Já no sábado (18), às 16h, será a vez de receber o Santa Cruz, no Allianz Parque, novamente pelo Brasileirão.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post