Nos pênaltis, Sub-17 fica com o vice do Mundial de Clubes

Sem perder, o Verdão deixa o torneio de cabeça erguida e com sede de títulos no restante do ano

O capítulo final da campanha no Mundial de Clubes Sub-17 foi escrito nesta quarta-feira (1º), na decisão contra o Real Madrid: no duelo dos invictos, Léo Passos e Afonso marcaram os gols do empate por 2 a 2 no tempo regulamentar – nos pênaltis, o rival levou a melhor, por 5 a 4.

A campanha do vice foi para encher de orgulho a torcida alviverde: em cinco jogos disputados, foram quatro vitórias, 18 gols marcados e somente cinco sofridos. De virada, o Palmeiras derrotou o Atlético Nacional, da Colômbia, por 6 a 1, e goleou o Rayo Vallecano, da Espanha, por 3 a 0, na primeira fase. Nas quartas de final, o Verdão passou pelo Sporting Cristal, do Peru, por 2 a 0, e goleou novamente o Rayo Vallecano na semifinal, por 5 a 2, em Fuenlabrada-ESP.

Enfrentar o Real Madrid na final, diante da torcida adversária, valorizou ainda mais o vice-campeonato palmeirense. O duelo foi equilibrado na maior parte do tempo, e o Palmeiras ainda conseguiu dois prêmios individuais: o de melhor goleiro, para Matheus Teixeira (que brilhou na final, com vários milagres), e o de artilheiro para o atacante Matheus Barbosa, autor de quatro gols.

Mesmo com vice-campeonato, elenco palmeirense deixou competição de forma invicta. (Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Mesmo com vice-campeonato, elenco palmeirense deixou competição de forma invicta. (Divulgação)

A decisão

O Real Madrid começou a partida no ataque e pressionando o Palmeiras. Assim, o time da casa abriu o placar aos cinco minutos, em chute de De La Fuente após cobrança de escanteio. O gol não desanimou em nada o Verdão, que buscava caminho pelas laterais e levava perigo nas bolas paradas. Aos 15 minutos, Léo Passos deu o empate ao Verdão: Caio Cezar bateu escanteio preciso e o atacante surgiu por trás dos zagueiros para cabecear com precisão.

O gol equilibrou o jogo e o Palmeiras cresceu, contando ainda com boas defesas do goleiro Matheus nas chances criadas pelo Real Madrid. No último minuto da primeira etapa, o camisa 1 fez um milagre ao espalmar uma cobrança de falta forte do rival, no ângulo. Logo no início do segundo tempo, ele fez mais uma grande defesa ao salvar finalização à queima-roupa. Ainda assim, o empate não satisfez o Verdão, que passou a atacar mais com as investidas de Vitinho.

Aos 12 minutos, o camisa 8 recebeu a bola bem posicionado na intermediária e bateu forte, sobre o gol adversário. Um minuto depois, Afonso completou cruzamento de cabeça e a bola saiu rente ao travessão. A glória esteve ao alcance das mãos do Palmeiras a partir dos 26 minutos, mais uma vez depois de um escanteio. Caio Cezar cobrou e o capitão Afonso desviou para trás, matando o goleiro madrilenho. Enfim, a virada que daria o título inédito ao Verdão.

Os minutos finais foram de fortes emoções, com o Real Madrid partindo com tudo em busca do empate. O contra-ataque, então, passou a ser a arma do Palmeiras para matar o jogo. Após jogada de Léo Passos, Gabriel Barbosa finalizou em cima do goleiro, aos 31 minutos. Quem chegou ao gol, no entanto, foi o Real, que empatou novamente a dois minutos do fim do jogo e levou a decisão para as penalidades.

Converteram suas cobranças pelo Verdão: Vitor Eduardo, Wesley, Gabriel Barbosa e Vitinho. Apesar de o goleiro alviverde defender a primeira batida do Real, a decisão foi para as alternadas e, logo na primeira série, o rival acabou levando a melhor.

Elenco do Palmeiras no Mundial de Clubes Sub-17:

Goleiros: Matheus e Igor.
Defensores: Lacerda, Afonso, Vitor Eduardo, Matheus Bahia, Higor e Andrey.
Meio-campistas: Wellington, Caio Cezar, Vitinho, Alan e Denilson.
Atacantes: Gabriel Barbosa, Léo Passos, Matheus Barbosa, Wesley e Airton.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post