Cuca confia na ‘força do grupo’ para suprir desfalques no clássico

Cuca ainda estuda as possibilidades para suprir as ausências de Thiago Santos, Róger Guedes e Gabriel Jesus, suspensos após a vitória por 3 a 1 sobre o Sport

O comandante, porém, pode ter outros dois desfalques importantes, diante do Santos, na terça-feira (12), às 20h30, no Allianz Parque: Moisés e Tchê Tchê, que seguem em tratamento para enfrentar o rival do litoral paulista.

“Quando você vence jogos importantes, sempre te dá uma confiança maior, e quando usa a força do grupo também é sempre bom. A gente tem trabalhado bem o grupo todo para, quando chegar situações iguais a esta, não tenhamos prejuízo. A gente tem feito jogos-treino e treinado todos da mesma forma para estarem condicionados. Quem eu escolher para este jogo, independentemente de quem saia, terá a nossa confiança”, falou o treinador, detalhando a atual situação de Moisés e Tchê Tchê.

“Hoje (sexta) eles estariam fora, e amanhã (sábado) também. Posso falar isso, mas, clinicamente, 24 horas no futebol é muita coisa, tudo pode mudar. São jogadores que não precisam treinar, já têm um lastro e estão bem trabalhados. Se tiverem condições de jogo, nós esperaremos até o último momento. Se não tiverem condições, treinaremos com outras opções a partir de amanhã e definiremos o time para terça”, explicou.

'A gente tem trabalhado bem o grupo todo para, quando chegar situações iguais a esta, não tenhamos prejuízo', disse Cuca. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/ Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

‘A gente tem trabalhado bem o grupo todo para, quando chegar situações iguais a esta, não tenhamos prejuízo’, disse Cuca. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/ Divulgação)

Já os atletas Arouca, Gabriel, Allione e Egídio, recuperados de lesão, devem demorar um pouco mais para estar entre os 11 iniciais do Verdão.

“Eles saíram do DM (Departamento Médico) e entraram na parte técnica, ontem (quinta) treinaram uma parte. Não são jogadores que estão 100%, não têm ritmo de jogo e nem ritmo forte de treinamento. Temos de pensar bem para escolher o melhor, mas fazendo treinos conseguiremos encontrar um equilíbrio maior e tudo com calma”, afirmou o técnico.

Por fim, Cuca elogiou a evolução palmeirense no Brasileirão, mas cobrou um rendimento melhor fora de seus domínios.

“Um time não será campeão ganhando somente os jogos em casa. Se ganhar os 19 jogos em casa, você fará 57 pontos, e ainda não dá. Mas você não ganhará todos em casa, provavelmente. Temos de somar fora também, demos uma melhorada fora de casa e podemos melhorar ainda mais o nosso índice. Estamos muito contentes, é um campeonato difícil e, se contarmos os últimos nove jogos, conquistamos 22 pontos de 27. É muito difícil manter um nível similar a este porque é um campeonato muito regular”, finalizou.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post