‘Em casa’, Leandro mostra carinho pelo Verdão: ‘Coisa do coração’

Velho conhecido da torcida do Palmeiras, o atacante Leandro Pereira reestreou pela equipe no empate em 1 a 1 com o Santos, na terça-feira (12), no Allianz Parque

Contratado pelo Verdão em 2015, o jogador se transferiu ainda no ano passado para o Club Brugge, da Bélgica, após boas apresentações com a camisa alviverde, marcando 10 gols em 30 jogos. Meses depois de sua saída, o agora camisa 30 retorna ao clube e não esconde a satisfação por estar novamente na Academia de Futebol.

“É um sentimento de felicidade pela minha volta, era algo que eu estava pensando que poderia acontecer. Quando o Cuca me chamou para entrar no jogo, foi até um momento em que eu fiquei sem palavras. A volta era algo que eu queria, fiquei muito feliz e quero retribuir a confiança que todos têm tido em mim”, contou, detalhando o período em que esteve fora do Brasil.

“Fui para a Europa e a temporada já estava no meio. Tem a questão de adaptação e estilo de futebol, que é totalmente diferente do Brasil, ainda mais na Bélgica. Tive problemas com a adaptação, joguei quatro ou cinco jogos, me machuquei e fiquei parado. Tivemos uma mini pré-temporada, consegui treinar e, quando fui voltar, tive outra lesão que me atrapalhou e desmotivou. Quando me recuperei, o time estava embalado e quase sendo campeão belga”, falou.

Leandro Pereira afirmou, inclusive, que sentiu muita falta do que havia vivido no Palmeiras.

“Eu não tive na Bélgica a felicidade que eu tive aqui. Senti falta dos jogos, jogar como eu estava jogando, marcando gols, a língua… De tudo praticamente. Foi bem complicado para mim. Eu estava louco de saudade daqui, precisava me sentir importante de novo, e lá eu não estava sentindo isso. Reencontrei aqui essa felicidade que eu buscava”, disse o atacante, que não vê explicação para este enorme carinho pelo Verdão.

“Não sei explicar, eu gosto do Palmeiras. Eu me identifiquei, algo aconteceu, é coisa do coração. Fui tão bem recebido na primeira vez que me sinto em casa, me sinto como se eu tivesse ido para a minha casa agora. O calor dos torcedores é uma coisa muito boa, qualquer jogador se sente em casa aqui”, comentou.

Após o jogo-treino desta quarta-feira (13), Leandro Pereira concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Após o jogo-treino desta quarta-feira (13), Leandro Pereira concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Já sobre a disputa por uma vaga entre os 11 iniciais de Cuca, o palmeirense mostrou muito respeito com os seus companheiros de elenco.

“Não volto para ganhar posição, eu volto para brigar com Barrios, Alecsandro e os outros atacantes. Mesmo antes de voltar, eu via as entrevistas do Cuca e ele dizia que joga quem está melhor. Não me coloco como ganhador da vaga, venho buscar o meu espaço. Fico feliz que ele tenha gostado dos meus treinos, é sinal de que estou fazendo o meu trabalho bem feito”, projetou o camisa 30.

O atleta, contudo, reconhece que precisa de um tempo a mais para estar 100% fisicamente.

“Venho de férias da Europa, eu fiquei 15 dias parado. Não totalmente, mas sem trabalhar com bola. Me senti bem no jogo de ontem (terça), achava que eu estaria um pouco mais preso, mas tive uma resposta boa. Eu estava solto, consegui me movimentar e correr bem. Não sei se aguento os 90 minutos, mas, se eu jogar, darei o meu máximo. A gente vem fazendo um trabalho bacana com o professor Omar (Feitosa, preparador físico) para entrar em forma rápido. É questão de tempo”, finalizou Leandro Pereira.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post