Cuca elogia Jesus na Seleção e nega favoritismo para clássico: ‘Jogo igual’

A vitória por 3 a 0 da Seleção sobre o Equador, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, teve um sabor especial para os palmeirenses

Cria das categorias de base do Verdão e uma das gratas revelações do futebol brasileiro, o atacante Gabriel Jesus saiu bastante elogiado de campo após sofrer o pênalti que deu início ao triunfo brasileiro e balançar a rede equatoriana por duas vezes. O técnico Cuca, que tem sido muito importante para o camisa 33 palestrino em 2016, não poupou elogios ao jovem.

“É uma satisfação enorme por gostar dele como pessoa e como profissional. Todos os brasileiros ficaram felizes, independentemente para qual time torça. Era um jogo muito importante e ele teve personalidade, roubada de bola, sofreu o pênalti e marcou dois gols. Não só ele, mas o time todo está de parabéns pelo excelente jogo que fizeram”, avaliou o treinador palmeirense, que relevou o contato que teve com Tite antes do embate do Brasil.

“Falei o que ele (Jesus) tem de bom, que é força e velocidade. Utilizo ele de centroavante, mais próximo do gol e sem ter de voltar muito. O Tite usou ele assim também, méritos do Gabriel, claro, e do Tite também por ter encontrado uma posição para ele”, explicou. “Além de ter boa definição, ele tem a criação de jogada própria. No pênalti do Brasil, ele acreditou, disputou e sofreu a falta. Esse tipo de jogada muda o contexto da partida, e ele fez isso muito para nós aqui, por isso nos faz falta”, completou.

Cuca, inclusive, acredita em um futuro glorioso para Gabriel Jesus.

“É um guri humilde, responsável e bom. Deus queira que continue neste caminho. Trilhando este caminho da humildade, ele tem tudo para vencer na vida. É só seguir o caminho dele, que é um caminho bom”, declarou. “É um dos melhores (jogadores do Brasil atualmente), mas é difícil dizer que é o melhor. Tem outros bons jogadores, mas ele está entre os primeiros”, falou o técnico.

Cuca concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol nesta sexta-feira (02). (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Cuca concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol nesta sexta-feira (02). (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)

Diante do São Paulo, na quarta-feira (07), às 21h45, no Allianz Parque, o comandante ainda não sabe se poderá contar com Jesus, já que o jogador estará com o grupo brasileiro no confronto com a Colômbia, na terça (06), às 21h45, na Arena Amazônia, em Manaus.

“Não sei se jogará, é impossível falar alguma coisa a este respeito. Treinarei o time sem ele”, comentou o comandante, alertando sobre o encontro com o rival.

“Clássico é tudo igual. Há algum tempo, nós estávamos em um grande problema e vencemos no Pacaembu. O clássico muda tudo, não podemos nos iludir com nada. O jogo será resolvido lá dentro em 90 e tantos minutos”, disse. “Você acha que o São Paulo não virá motivado? Acha que eles não estão trabalhando neste tempo todo? É a oportunidade de ouro para eles reverterem o momento em um grande jogo. Não tem favoritismo nenhum, nem pense nisso. É um jogo igual, e a dificuldade será maior do que se o São Paulo estivesse em um grande momento”, finalizou.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post