Dracena vê sequência ‘muito mais difícil’, mas avisa: ‘Terão de ralar’

O zagueiro Edu Dracena, sabe que o Verdão não terá vida fácil no Brasileiro, já que os seus futuros adversários precisam vencer para subir na classificação do torneio

Mesmo líder isolado, depois de encarar os seus principais rivais da parte de cima da tabela do Campeonato Brasileiro, agora o Palmeiras tem compromissos importantes contra equipes que estão um pouco mais distantes do G-4 do Nacional.

“Será muito mais difícil, pegaremos times que estão do meio para baixo na tabela. De repente, essa situação de desespero e de tentar sair de uma situação ruim dificulta muito mais os nossos jogos do que se fossem contra adversários que estão brigando pelas primeiras colocações. O Palmeiras, da maneira como está jogando, entrará forte para vencer”, falou. “Além de enfrentar times nesta situação, todos querem ganhar do líder. A responsabilidade e a concentração terão de ser mais de 100%, não terá jogo fácil e isso não é conversa”, emendou.

O camisa 3, inclusive, garantiu muito empenho por parte do elenco alviverde.

“Nenhum jogador entrará relaxado, até porque não ganhamos nada e temos 12 jogos pela frente que dirão muito. Não adianta ficar 17 rodadas na liderança e não ser campeão. Todos sabem das dificuldades que estamos tendo, então não entregaremos de mão beijada. Para ganhar do Palmeiras, terão de ralar muito. Nós estamos concentrados, focados e sabendo o que queremos. Conversamos entre nós, e a gente irá da mesma forma até o fim, sempre respeitando os nossos adversários”, declarou o defensor, que elogiou a maturidade do grupo.

“Melhoramos em termos de saber sofrer nas partidas, vimos isso contra o Grêmio, que fomos pressionados e não saímos derrotados. A equipe amadureceu, e algumas circunstâncias fazem com que o Palmeiras possa crescer cada vez mais na competição. Depois do jogo de sábado, creio que o Palmeiras está forte e respeitando todos os adversários”, disse. “São 12 jogos que tudo pode acontecer, a diferença entre o primeiro e o segundo é de um ponto. Um vacilo que a gente der, o Flamengo pode nos passar, por isso estamos pensando jogo a jogo”, completou.

Edu Dracena concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol após o treino desta segunda-feira (19). (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Edu Dracena concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol após o treino desta segunda-feira (19). (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)

Por fim, Edu Dracena mostrou-se muito satisfeito por poder transmitir os seus conhecimentos no futebol para os demais jogadores.

“Sempre procurei ser o exemplo nos clubes pelos quais passei. Tento passar a experiência que adquiri no futebol e conquistar a confiança dos jogadores ao natural, não sendo forçado. Sou um dos primeiros a chegar e um dos últimos a sair, procuro fazer o meu trabalho sério. Fico feliz pela confiança que adquiri no meu trabalho e seguirei até o fim da carreira dessa forma”, afirmou, negando qualquer incômodo por não ter uma sequência tão grande entre os titulares do Palmeiras.

“Eu vim para ajudar, claro que o ideal seria jogar, mas, quando não estou, tento ajudar da melhor forma possível. Quando você treina bem, você força os titulares a jogarem bem senão sairão. Fico feliz de participar de um grupo maravilhoso como esse do Palmeiras, todos se dão bem. Esperamos ser premiados com o título. A gente vê que esse grupo batalha muito para chegar aos seus objetivos”, finalizou o zagueiro.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post