Opinião: “Palmeiras – O Campeão do Século” é imperdível!

Na última terça-feira (20), fomos conferir a pré-estreia do segundo filme de Mauro Beting sobre o Verdão: Palmeiras – O Campeão do Século.

Ao chegarmos no terceiro piso do Bourbon Shopping em uma noite de terça-feira fria, a quantidade de agasalhos e camisetas do Palmeiras não deixava dúvida, estávamos no lugar certo. Afinal, não haveria lugar melhor para revermos momentos da história do Verdão do que nas salas de cinema de um shopping localizado na Rua Palestra Itália, 500. A data também foi cuidadosamente escolhida, 20 de setembro, o dia da Arrancada Heroica, eternizado em 1942, quando o Palestra morreu líder e o Palmeiras nasceu campeão.

Com direção e roteiro do palmeirense e jornalista (nesta ordem) Mauro Beting, o filme conta os 102 anos da história do clube fundado por imigrantes italianos, que cresceu até se tornar o maior campeão nacional e receber o título de Campeão do Século. Este é o segundo documentário do Mauro Beting sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras, após o também emocionante “12 de Junho de 1993 – O Dia da Paixão Palmeirense”.

Pré-estreia de "Palmeiras – Campeão do Século" aconteceu nesta terça-feira (20). (Mídia Palmeirense)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Pré-estreia de “Palmeiras – Campeão do Século” aconteceu nesta terça-feira (20). (Mídia Palmeirense)

Com uma riqueza enorme de detalhes e depoimentos, o torcedor palestrino com certeza se sentirá imergido na história alviverde. Os relatos carregados de emoção (e sotaque italiano) de antigos dirigentes, jogadores, ídolos e torcedores, se unem a fotos e vídeos de um período marcado nas raízes da cidade de São Paulo para ganhar vida na tela. Para citar alguns, o filme conta com relatos de Ademir da Guia, Dudu, Luís Pereira, Leivinha, César Maluco, Edmundo, Evair, Zinho, César Sampaio, Velloso e São Marcos. Oberdan Cattani deu ao filme o seu último depoimento antes de falecer, em 2014.

A história palmeirense é tão rica, que grandes momentos acabaram não aparecendo na tela, ainda assim está tudo lá. Da Arrancada Heroica de 42, o Mundial em 51, passando pelas Academias dos anos 60 e 70, a angustia da fila e a redenção com os esquadrões dos anos 90, a Libertadores de 99, o sofrimento do rebaixamento e o começo de um novo caminho de glórias com a Copa do Brasil de 2015.

De gargalhadas ao nó na garganta, o torcedor palestrino tem a garantia de muitas emoções na sala de cinema. A comemoração no pênalti convertido por Fernando Prass só perdeu em vibração para o pênalti do Marcelinho defendido por Marcos. O filme terá sua estreia oficial nesta quinta-feira (22) e você não pode perder, time com história de verdade é para poucos!

Ingressos:
Nas bilheterias e pelo site ingresso.com (em breve)

Locais de exibição

>São Paulo
Espaço Itaú Pompeia – Shopping Bourbon (no bairro Perdizes)

>ABC Paulista
Cinépolis – São Bernardo Plaza Shopping (em São Bernardo do Campo)

>Interior de São Paulo
Cinépolis – Iguatemi Ribeirão Preto (em Ribeirão Preto)
Cinépolis – Jundiaí Shopping (em Jundiaí)

Obs.: Horários a definir de acordo com a programação do exibidor.

Ficha Técnica

Direção: Mauro Beting e Kim Teixeira
Roteiro: Mauro Beting, Kim Teixeira e Fernando Teshainer
Produção: Canal Azul
Produção Executiva: Débora Gorgulho, Marcos Okura, Renata Rudge e Sylvio Rocha
Direção de Produção: Marcela Coelho
Montagem: Fernando Teishainer
Direção de Arte: Gabriel Martinez
Trilha Sonora: Lucha Libre
Finalização: Zumbi Post
Distribuição: Conexão Cultural
Patrocínio: Rexona e Nacional Tubos
Data de realização: 2016
Duração: 100 minutos
Apoio: Ancine (Agência Nacional de Cinema), Proac, Governo do Estado – Secretaria da Cultura, BNDES, Besni, Seguros Unimed, Embracom, Adidas, Irmãos Avelinos, Brahma, UOL e Tecfil.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post