Rafael Marques se emociona com volta à Araraquara: ‘Quintal de casa’

Nascido em Araraquara, o atacante Rafael Marques se emocionou ao recordar a infância no local e comentou sobre o retorno ao lugar por onde passou grande parte de sua vida

O Palmeiras já está na cidade do interior paulista se preparando para o duelo desta quinta-feira (13), às 19h30, com o Cruzeiro, na Arena Fonte Luminosa, em mais um confronto válido pelo Campeonato Brasileiro.

“É uma atmosfera completamente diferente. Poder atuar em casa, praticamente no quintal. Cresci aqui na base da Ferroviária, estava praticamente todo dia em dois períodos, manhã e tarde. É um carinho muito grande. Poder voltar à cidade com o Palmeiras, com o Palmeiras brigando para ser campeão, com apoio dos meus pais, afilhados, filha… É torcer para dar tudo certo”, declarou o jogador, que também falou sobre a atual condição do gramado da Arena Fonte Luminosa – o elenco alviverde treinou no estádio na noite desta quarta (12).

“O gramado é um pouco irregular, mas é bom. O clima é um pouco seco, quente, abafado no interior de São Paulo, mas não chega perto de Londrina. A gente não pode querer criar nenhum ponto negativo para atrapalhar o que temos em mente. É entrar em campo, buscar o melhor, independentemente do campo estar irregular”, afirmou.

E o trabalho do dia em Araraquara também contou com a presença de torcedores.

“Esse ano está sendo assim. Nos jogos fora, quando temos oportunidade de treinar no campo para fazer o reconhecimento, a torcida tem comparecido. Não é à toa que o Cuca libera, o pessoal faz uma pressão grande. Tem um carinho muito bacana, principalmente para mim, que estou quase no quintal de casa. Cresci aqui na Ferroviária”, falou o atacante, avaliando os possíveis reforços de Gabriel Jesus e Mina para a partida contra o Cruzeiro (os dois estavam com as seleções do Brasil e Colômbia, respectivamente).

“O time está bem entrosado, até quem está fora. Não é à toa que temos um grupo qualificado e grande para suprir as ausências que temos. Se chegarem a tempo, a preocupação maior é a do cansaço, não de estar preparado para jogar, entrosamento. Se estiverem aqui, o Cuca conversará com eles. Caso não possa, tem quem por no lugar para atuar bem”, finalizou.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post