Jesus se emociona em reencontro com a base no Resenha da Academia

Há poucos anos, Gabriel Jesus, Matheus Sales, João Pedro e Vinicius Silvestre atuavam pelas categorias de base do Palmeiras

Hoje, consolidados como atletas profissionais, eles são grandes exemplos para aqueles que ainda buscam espaço no clube. Formados no Verdão, os quatro foram os escolhidos para protagonizar o último “Resenha da Academia” de 2016 – projeto no qual jogadores do clube participam de uma palestra a todos os jovens das categorias de base.

O evento desta quarta-feira (23) seguiu um roteiro diferente do habitual: antes da palestra, a “resenha” ocorreu durante o almoço, quando Sales, Jesus, João Pedro e Vinicius sentaram-se à mesa com os cerca de 200 jovens da base e conversaram, deram risadas e relembraram de seus momentos no clube. Depois, os quatro jogadores ainda puderam discursar e contar um pouco de suas próprias experiências antes de atingirem o patamar atual no elenco principal.

Gabriel Jesus, claro, foi o atleta mais assediado pelos jovens e, mesmo após o término do Resenha, passou vários minutos atendendo aos pedidos de autógrafos e ‘selfies’. Ele disputa neste domingo (27) seu último jogo pelo Palmeiras no Allianz Parque, já que defenderá o Manchester City a partir do ano que vem. Um vídeo com seus grandes lances, desde a base do Palmeiras à Seleção Brasileira principal, foi exibido e emocionou o camisa 33 do Verdão.

“Quase me emocionei aqui. Cheguei em 2012, no Sub-15, e fiquei treinando algum tempo. Nem sempre as coisas são fáceis na nossa vida. Todo mundo tem suas dificuldades e eu também já passei por muitas. Minha mãe me ajudou muito, assim como meus irmãos, e hoje posso dar orgulho para eles. Eles me ajudaram a manter o meu sonho, nunca desisti. Meu primeiro presente foi uma chuteira, sempre ganhei presentes relacionados a futebol”, afirmou Gabriel Jesus.

“Não tenho noção do que eu represento. Gosto de ser uma pessoa normal, sou igual todos vocês. Frequento o Jardim Peri, bairro onde morei, gosto de estar lá. Nunca desacreditei que poderia chegar, nem minha mãe. Esse clube é muito grande, os profissionais são muito bons. O Palmeiras vem crescendo cada vez mais. Foi o clube que me abriu as portas, realizei meu sonho aqui”, completou o atacante, que deu conselhos aos jovens no início de suas carreiras.

“Hoje faço parte de um grande clube, estou na Seleção. O tempo passa muito rápido. Com 19 anos tenho muitas responsabilidades e gosto disso. Eu tive a oportunidade de vestir essa camisa pela primeira vez com 16 anos, e alguns de vocês estão tendo com 11. O Palmeiras vai ficar na minha história, será uma das minhas primeiras visitas quando eu estiver no Brasil. É o clube que eu aprendi a amar. Estamos juntos”, finalizou Gabriel Jesus.

Gabriel Jesus foi um dos quatro jogadores escolhidos para protagonizar o último “Resenha da Academia” de 2016. (Fabio Menotti/Ag.Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Gabriel Jesus foi um dos quatro jogadores escolhidos para protagonizar o último “Resenha da Academia” de 2016. (Fabio Menotti/Ag.Palmeiras/Divulgação)

Os garotos do Sub-11 e Sub-13, que conquistaram o título do Campeonato Paulista de suas categorias no domingo (20), foram aplaudidos e homenageados. Matheus Sales, inclusive, estava presente na primeira edição do Resenha da Academia, em 2015, com o goleiro Fernando Prass. Meses depois, sua vida mudou drasticamente: promovido ao profissional, dias depois estava disputando a final e sendo campeão da Copa do Brasil pelo Palmeiras.

“Vi a Resenha da Academia com o Fernando Prass aqui, um ano atrás, como vocês estão hoje. Dois meses depois joguei a final da Copa do Brasil. É uma felicidade imensa, não tem como descrever. Às vezes você desanima, mas isso não vale a pena, acaba te atrapalhando. Se você continuar trabalhando, as coisas começam a acontecer. Em um mês minha vida mudou. Estava no Campeonato Paulista Sub-20, uma semana depois fiz minha estreia no profissional e depois joguei a final da Copa do Brasil”, declarou Sales.

Os diretores da base, Roberto Specht e Marcelo Dedeschi, também discursaram e comentaram a importância de ver atletas da base atuando no Profissional, comprovando o bom trabalho realizado na formação de atletas do clube. Gabriel Jesus, Matheus Sales, João Pedro e Vinicius Silvestre também receberam um certificado das mãos de João Paulo Sampaio, gerente da base. Cícero Souza, gerente de futebol do Palmeiras, resumiu a importância do projeto da “Resenha”.

“Há 20 meses, na primeira edição da Resenha, o Matheus Sales estava do outro lado. Me emociono ao saber que, daqui alguns anos, alguns de vocês pode estar aqui servindo de exemplo para outros. Cada um de nós carrega sonhos, e é quando os obstáculos aparecem que distinguimos quem é forte o bastante para ultrapassá-los. No último evento do ano, nada mais justo do que trazermos os meninos formados na base e que hoje representam o Palmeiras pelo Brasil afora. Eles conseguiram ultrapassar essas dificuldades”, afirmou Cícero Souza.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post