Moisés nega clima de ‘já ganhou’ e prega respeito à Chapecoense

A poucos dias do duelo com a Chapecoense, no domingo (27), às 17h, no Allianz Parque, o meia Moisés mostra muita confiança com um possível título do Campeonato Brasileiro

Na busca pela taça da competição, o camisa 28, no entanto, prega muito respeito ao próximo adversário do Verdão no Nacional.

“A gente tem a confiança de que o título irá acontecer. Não porque enfrentaremos a Chapecoense ou porque jogaremos em casa, mas pelo campeonato que estamos fazendo. Isso dá confiança de que é possível fazer um ponto. Temos de manter a forma e trabalhar, claro que temos de conter a ansiedade que existe, mas o grupo aprendeu na dificuldade. Por tudo o que passamos no ano, não podemos entrar com essa soberba de que já ganhou”, declarou, admitindo uma certa ansiedade nesta semana que antecede o confronto com os catarinenses.

“Continuamos ansiosos, não tem como fugir disso, mas agora temos a possibilidade real de título. Antes era especulação, agora a chance é real, dentro de casa, aonde somos muito fortes. Precisamos de um ponto, mas diante de um adversário que temos muito respeito. Temos de trabalhar bastante para conquistar este título”, falou.

Moisés, inclusive, vê a conquista como algo memorável para a sua carreira.

“Poucos aqui viveram isso, então a gente está ciente de que é um marco, uma história. Daqui a alguns anos, se o título concretizar, podemos passear por São Paulo e contar história para os filhos e netos. Isso não tem como pagar, por isso a nossa entrega, confiança e concentração para trabalhar e não falar que já ganhou. Para fazer história tem de trabalhar duro, passar por dificuldades e aprender com elas. Mas, depois que atinge o objetivo, tem de ter sabedoria para manter os pés no chão”, afirmou o palmeirense, que lembra com carinho da sua trajetória no Alviverde.

'Por tudo o que passamos no ano, não podemos entrar com soberba', disse o meia Moisés. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

‘Por tudo o que passamos no ano, não podemos entrar com soberba’, disse o meia Moisés. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

“Tenho de agradecer muito a Deus pelas coisas que acontecem em minha vida. Sempre foi passo a passo. As coisas foram acontecendo gradativamente em minha vida e, por isso, até falo para algumas pessoas que cheguei ao Palmeiras em meu melhor momento e na hora que eu tinha de chegar em um time grande. Eu me sentia preparado. Poucos me conheciam, mas eu sabia da minha qualidade. Quando eu aceitei vir, sabia que poderia fazer história. Fico feliz por encontrar um grupo tão amigo, que me recebeu muito bem e pudemos fazer um grande ano junto”, contou.

O meia admite até que não imaginava fazer tanto sucesso com a camisa do Palmeiras.

“Eu esperava um grande ano, mas foi além das expectativas. Quando estava acertando com o Palmeiras, a frase que o Alexandre (Mattos) me disse foi: ‘Está preparado para ser campeão?’. O clube se preparou para esse momento. Tivemos dificuldades no começo do ano, mas são coisas do futebol. Nesse momento de dificuldade, o presidente se reuniu com a gente e disse que bancaria o grupo. O clube está de parabéns pelo elenco que montou e a estrutura de trabalho. Eu confiava em um grande ano. Espero bater o martelo e fechar com chave de ouro”, finalizou o jogador.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post