Apresentado, Willian elogia torcida alviverde: “Atmosfera muito forte”

Mais parecido com Jesus no jeito de jogar, o agora palmeirense, que foi apresentado oficialmente nesta quinta-feira (26), preferiu evitar comparações com o atual camisa 9 da Seleção Brasileira

Sem Gabriel Jesus, que se transferiu para o Manchester City-ING no fim de 2016, o Palmeiras foi ao mercado buscar alternativas para o setor ofensivo. Com passagens por clubes importantes e títulos expressivos na bagagem, o atacante Willian foi um dos reforços contratados em 2017 para suprir a ausência do ex-palestrino – Keno, ex-Santa Cruz, também chegou.

“É difícil comparar, o Gabriel é um em um milhão. É um jovem talentoso, hoje é o 9 da Seleção Brasileira. Fez um grande trabalho aqui, mais do que merecido por tudo o que ele plantou. Comparar às vezes não é bom, ele tem o valor dele. As minhas características lembram as dele, ele tem mais essa facilidade de cair pelos lados, é um jogador de muita força. Manterei as minhas características de mobilidade, de buscar a bola e sempre próximo do gol. Sempre pronto para aproveitar oportunidades e fazer gols também”, declarou.

A contratação, no entanto, sabe que não será fácil adquirir a condição de titular no time comandado por Eduardo Baptista.

“A concorrência tem de ser sadia, temos grandes jogadores e todos brigarão por um espaço. Temos de fazer o melhor no dia a dia e esperar uma oportunidade. O elenco está muito qualificado, com uma disputa normal e sem vaidade. Venho para fortalecer ainda mais esta família vitoriosa para conseguirmos os nossos objetivos”, falou. “Agradeço a Deus por mais uma oportunidade de vestir uma camisa de tanta história e conquistas. É um orgulho grande, e espero que eu possa construir uma história com novos companheiros”, completou Willian, que acredita no sucesso alviverde nesta temporada.

O atacante Willian vestirá a camisa 29. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

O atacante Willian vestirá a camisa 29. (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

“Claro que a gente está sempre aprendendo e amadurecendo a cada dia. Venho com mais maturidade, acredito que construí isso durante a carreira pelas conquistas e situações que vivenciei. Hoje, o Palmeiras tem condições de ser campeão de todas as competições que disputar. O Palmeiras tem jogadores de alto nível, temos de tudo para fazer um grande ano de conquistas”, afirmou.

De acordo com o atacante, o Allianz Parque, que foi decisivo em 2016, pode ser novamente um aliado importante do Verdão rumo a novas conquistas neste ano.

“A atmosfera é muito forte ali dentro. O Allianz é um estádio brilhante, muito moderno e isso tudo facilita. O torcedor próximo, aquela pressão… Tive a oportunidade de jogar duas vezes contra e foi muito difícil. Agora estou a favor, espero fazer muitos gols, conquistar títulos aqui dentro e dar alegrias para essa torcida que está sempre presente no estádio. Que possa continuar desse jeito porque temos tudo para ter um ano brilhante”, projetou.

Por fim, o novo camisa 29 do Palmeiras explicou o apelido de Willian Bigode.

“Ficou bacana. Foi uma brincadeira com o meu pai na Ucrânia. Quando eu fiz um gol na estreia (pelo Cruzeiro) eu o homenageei. Ficou legal, onde eu chego hoje ficou marcado o Willian Bigode. Isto fortalece o que construímos no campo. Não foi só o bigode, é o bom trabalho. Permanecerá porque o pessoal está chamando de Bigode. Na antiga geração, o famoso era o Valdir Bigode. Agora é o Willian Bigode”, brincou o reforço.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post