Jean admite foco na lateral e sonha com volta à Seleção Brasileira

Experiente e com marcas importantes ao longo da carreira, o jogador se tornou um dos destaques do Palmeiras na campanha que levou o clube ao nono título do Campeonato Brasileiro

O ano de 2016 foi especial para Jean e as ótimas exibições como lateral-direito fizeram com que o palestrino recebesse do Verdão a camisa 2 nesta temporada, fato que o motiva ainda mais para ser um dos melhores na posição dentro do país.

“Quero jogar. Claro que todos buscam a titularidade, é o principal foco do jogador. As coisas acontecem de uma forma natural, eu terminei o ano passado muito bem, individual e coletivamente. Esse ano eu falo que sou (lateral), até pelo número de jogos que eu fiz como lateral. Eu digo que sou mais lateral do que meio-campo. Hoje eu quero me firmar e estar cada vez melhor na lateral direita”, projetou.

Firmado no Alviverde, o atleta de 30 anos sonha alto com relação ao seu futuro profissional, por isso vê com bons olhos um possível retorno à Seleção Brasileira, que atualmente é comandada pelo técnico Tite – em 2012, Jean foi convocado e sagrou-se campeão do Superclássico, contra a Argentina. No ano seguinte, foi chamado pelo treinador Luiz Felipe Scolari diversas vezes e participou, inclusive, do título da Copa das Confederações.

“A gente fica ansioso, não ao extremo, mas fica na esperança devido ao trabalho que fizemos, tudo o que conquistamos no ano passado. É mais uma responsabilidade que a gente acaba trazendo para nós, se vier acontecer. Mas sempre de uma forma tranquila e natural. A gente fica na esperança, não só eu como os outros jogadores também, que fizeram um bom Brasileiro”, comentou.

Jean anotou oito gols na última temporada e foi destaque na conquista do Brasileiro. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Jean anotou oito gols na última temporada e foi destaque na conquista do Brasileiro. (Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação)

Mas, para seguir em boa fase com a equipe paulista, o palmeirense sabe que terá de ter um bom controle emocional junto aos demais jogadores do Verdão.

“Tudo isso é reflexo do que fizemos no ano passado. Aumenta a responsabilidade de cada jogador. Pelo elenco que o Palmeiras está fazendo, dando continuidade ao que vinha fazendo, cria uma responsabilidade maior para que venha conquistar títulos neste ano também. Temos de absorver da melhor maneira possível, não deixar que se torne um peso para a gente. Por tudo o que o Palmeiras vem fazendo, neste ano temos de conquistar títulos sim”, explicou o lateral, mostrando-se confiante para a disputa da Copa Libertadores.

“Acho que o amadurecimento será o fator principal desta equipe por tudo o que passamos em 2016. O grupo mudou muito da Libertadores do ano passado para este ano, o grupo se fechou. Estamos mais maduros para esta competição”, avaliou.

E o primeiro teste de 2017 será contra a Chapecoense, no sábado (21), às 16h30, na Arena Condá, em Chapecó-SC, em duelo amistoso que terá toda a renda destinada ao time catarinense por conta do acidente aéreo que ocorreu em novembro de 2016, na Colômbia. A arrecadação da partida será utilizada para ajudar a Chape a se recuperar da tragédia que vitimou quase todo o elenco do clube na temporada passada.

“Fico feliz por fazer parte de um clube que ajudará outra equipe, principalmente os familiares. Isso será o mais importante, o resultado não será importante. Claro que será um jogo, uma grande preparação, e a Chapecoense montou um time muito forte também, mas o principal foco será a ajuda que o clube estará dando aos familiares. Isso é o mais importante, as outras coisas serão de uma forma natural”, completou o camisa 2.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post