Sempre bem-humorado, Tchê Tchê aprova nova posição: ‘Mais liberdade’

Um dia depois do empate em 1 a 1 com a Ponte Preta, no Allianz Parque, Tchê Tchê foi o escolhido para conceder entrevista coletiva, na Academia de Futebol

Com sorriso fácil e bastante descontraído, o camisa 32 se mostrou muito à vontade diante das câmeras e dos jornalistas, diferentemente de suas primeiras aparições na sala de imprensa do centro de treinamento palestrino. Agora, totalmente adaptado no clube, o volante esbanja bom humor ao falar com a imprensa.

“A gente procura se soltar mais, vir aqui (dar entrevista) e ser algo divertido também. Falar sério quando tem de falar e brincar nas horas que cabem”, declarou. “Eu sempre disse que, quando o jogador acaba de chegar, ele tem de ficar quietinho. Conforme o tempo passa, ele vai se soltando (risos)”, brincou o jovem palmeirense, que, assim como fora de campo, também se sente mais solto dentro das quatro linhas em 2017.

Bem-humorado, Tchê Tchê concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol nesta segunda-feira (30). (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Bem-humorado, Tchê Tchê concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol nesta segunda-feira (30). (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

“É uma posição um pouco diferente da que eu vinha fazendo no ano passado com o Cuca. Agora tenho mais liberdade para entrar na área e fazer jogadas ofensivas. Ontem, quando o Felipe (Melo) saiu, eu recuei e até estranhei, estava indo tanto para a frente (risos)”, lembrou. “Estou me adaptando, é uma posição nova, mas estou me sentindo bem e à vontade. Ontem eu consegui finalizar mais vezes, estou feliz por isso”, falou.

Bem-humorado, o palestrino, no entanto, não embarca na ideia de ser um dos artilheiros do Verdão na temporada por estar mais próximo da meta adversária.

“Sempre temos de melhorar e estarmos em um nível alto. Procurarei chegar mais perto da área e fazer mais gols, mas os artilheiros são outros, são os atacantes (risos). Deixo isso com eles”, disse o volante, fazendo a sua avaliação sobre os dois amistosos disputados em janeiro, contra Chapecoense e Ponte Preta.

“Temos de dar o melhor da maneira que o treinador passa. É algo diferente do que vínhamos fazendo. Com o Cuca, a gente marcava mais junto do atacante, agora temos de procurar fechar os espaços, mas vem dando certo. Treinamos pouco ainda, mas mostramos um bom futebol nos dois amistosos. Temos muito para crescer”, projetou. “É cedo para avaliar e dar um parecer para o torcedor. Mas a gente sempre entra nas competições visando o título, e neste ano não será diferente. Disputaremos dando o nosso máximo e, quando faltar a parte técnica, superaremos na raça dentro de campo”, afirmou.

Depois de um mês todo de preparação, o Palmeiras estreará em 2017 no próximo domingo (05), às 17h, diante do Botafogo, no Allianz Parque, pela primeira rodada do Campeonato Paulista – clique aqui e garanta o seu ingresso antecipadamente.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post