Baptista projeta estreia ‘digna de Palmeiras’ no Campeonato Paulista

Depois de semanas de preparação, o Palmeiras iniciará a sua jornada de 2017 no próximo domingo (05), às 17h, contra o Botafogo, no Allianz Parque, pela rodada de estreia do Campeonato Paulista

Após a atividade desta sexta (03), que ocorreu na arena palestrina, o técnico Eduardo Baptista elogiou bastante o período de treinamentos com o elenco alviverde em janeiro e começo de fevereiro, principalmente pelas ótimas condições de trabalho encontradas na Academia de Futebol.

“Foi uma pré-temporada muito boa. Agradeço muito à estrutura do centro de excelência, da Academia, à comissão e ao empenho dos jogadores. Chegamos para a estreia em uma condição muito boa. Lógico que não é o ideal, mas é o melhor nível possível para um jogo desses. Estou muito satisfeito. Tenho uma dúvida na frente. Testamos uma situação ontem (quinta), hoje demos uma olhada em uma outra situação, então dependerá muito do Botafogo. É uma dúvida só, a equipe está praticamente definida”, revelou.

O comandante, inclusive, acredita em uma boa apresentação neste fim de semana.

“Não sei te dizer em porcentagem (o quanto o time está pronto). Para a situação de estreia, é uma condição muito boa, dificilmente poderíamos estar acima disso. Podemos fazer um jogo muito bom, com uma ou outra dificuldade física, mas taticamente já temos coisas boas, defensivamente acertamos, ofensivamente também. Não será o ideal, mas já demos uma avançada boa e espero fazer uma estreia digna de Palmeiras”, declarou o treinador, comentando sobre o primeiro rival do Verdão no Regional.

“Esse primeiro jogo é complicado porque a gente não teve quase nenhuma informação do Botafogo. Eles fizeram jogos-treinos fechados. Mas a gente tem observadores no interior, conheço jogadores do outro lado, conheço as características. O Moacir, que é treinador, estudou comigo, é meu amigo. A gente sabe mais ou menos o pensamento. Neste primeiro jogo é uma colcha de retalhos, a gente tenta passar o máximo de informação para não ser surpreendido”, comentou Baptista.

Eduardo Baptista concedeu entrevista coletiva após o treino desta sexta-feira (03). (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+

Eduardo Baptista concedeu entrevista coletiva após o treino desta sexta-feira (03). (Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Por fim, o técnico contou como fez a escolha dos 28 inscritos para o Campeonato Paulista.

“Foi difícil (fazer a lista). O Rodrigo eu já tinha indicado para alguns times em que trabalhei, a gente estava acompanhando, vinha se destacando, mas a lista tinha de ter 28. O Hyoran chegou treinando bem também, mas passou por um período difícil no fim do ano passado, oscilou bastante na questão muscular. Isso foi detectado agora. Ele tem um contrato de quatro anos e decidimos investir em um trabalho um pouco mais forte. É um trabalho muito parecido com o que foi feito com o Vitinho. Muitos acharam que ele ficaria fora, mas em quatro meses ele ficou pronto. Tínhamos de fazer cortes e decidimos deixar o Hyoran fora para focar mais nessa parte física”, finalizou.

Veja mais

Autor: MP

Canal feito por palmeirenses e para palmeirenses. Notícias e opiniões com uma dose de arquibancada. Nossa missão é garantir informação de qualidade sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Compartilhe Este Post